Força Tática entrega cadeira especial à deficiente em Alta Floresta

COMPARTILHE!

Nesta quarta-feira no município de Alta Floresta o 9° Comando Regional de Alta Floresta/MT, através da Força Tática do 9° CR realizou uma operação no Bairro Boa Nova 1.

Duas viaturas chegaram correndo e com sirenes ligadas quando pararam na frente de uma residência. Vizinhos até ficaram olhando, curiosos sobre a ocorrência. Mas quando alguns pensavam que seria mais uma busca ou até mesmo prisão, a missão dos policiais no momento era outra: uma entrega de cadeira de rodas especial a um jovem de 23 anos que é acamado desde que nasceu.

O nome do rapaz é Leonardo do Carmo, filho da dona de casa Maria Aparecida do Carmo. Ele ao retardar o nascimento, teve como sequela a falta de oxigenação no cérebro, provocando sua paralisia. “Ele nunca falou e nem andou. Sua espinha é reta. Só fica deitado”, contou a mãe que ao lado do marido José da Costa, vivem o drama há mais de 20 anos. “Ele era novinho ainda quando casamos. Mas o considero também meu filho e essa família é um presente de Deus”, comentou José.

Mas Léo já é uma pessoa adulta e segundo a família, a dificuldade aumentou principalmente na hora do banho. “Um tem que ficar segurando e outro dando banho. E já está bem pesado. Mas a gente sempre fez, pois ele mesmo já tendo quase 24 anos segue sendo nossa criança”, conta a mãe que se comunica com o filho através de gesto. “Falo com ele e percebo o que ele sente, quando está triste, quando está feliz, só no olhar”, revela Cida que ao contar a história para um sargento da Força Tática, foi surpreendida com a cadeira que agora reduz a dificuldade. “Somos muito gratos e com certeza vai melhorar muito.

Jailson Xavier, do grupamento da Força Tática da PM em Alta Floresta, explicou que não foi apenas ele quem conseguiu a cadeira especial, mas juntamente com os companheiros e parceiros que se sensibilizaram com a história. “Muitas pessoas ajudaram e no nosso caso, é um momento de mostrar que não chegamos apenas para prender. Prendemos quem tem que ser preso, mas também estamos em ação como essa, de gesto de amor e carinho e graças a Deus o resultado é só temos que agradecer a todos que ajudaram”, finalizou.

Fonte: Arão Leite/Jornal da Cidade – Foto: Divulgação