Receita Federal apreende 69 kg de cocaína no Porto de Santos

Receita Federal apreende 69 kg de cocaína no Porto de Santos
COMPARTILHE!

Durante a execução de trabalhos de rotina de vigilância e repressão aduaneiras, equipes da Alfândega da Receita Federal em Santos apreenderam, hoje (18/2), 69 kg de cocaína escondidos em um carregamento de suco de limão congelado, destinado ao porto de Valência, na Espanha.

Grande parte da carga de 24 toneladas precisou ser retirada para que as equipes atingissem o fundo do contêiner e acessassem a parede que separa os equipamentos de refrigeração. A sua retirada mostrou que o isolamento térmico havia sido substituído por tabletes de cocaína, em uma tentativa de dificultar o trabalho da Fiscalização.

Para a seleção de cargas, são utilizados critérios objetivos de gerenciamento e análise de risco, bem como a inspeção não intrusiva por imagens de scâner. Outra ferramenta importante é a participação de cães farejadores da Receita Federal.

A apreensão da droga, além de tirá-la de circulação, confere materialidade para uma futura condenação criminal. Após as apreensões, a droga é encaminhada para a Polícia Federal, que prosseguirá com as investigações com base nas informações fornecidas pela Receita Federal. O repasse de informações das operações à polícia judiciária tanto pode dar início a novas investigações como complementar as que estão em curso.

A Receita Federal apreendeu mais de 20 toneladas de cocaína no Porto de Santos em 2020. Até o momento, foram mais de duas toneladas em 2021. Na maior parte dos casos, a droga foi encontrada dentro de contêineres que seriam enviados para a Europa. As cargas em meio às quais o entorpecente é escondido são as mais variadas. Sucata, óleo, limão, farinha, papel, tripas de carne, açúcar, café e máquinas são alguns exemplos.

Em 2020, ocorreu a apreensão histórica de 2.932 kg de cocaína cuidadosamente ocultos em carregamento de bobinas de alumínio, destinadas ao porto de Roterdã, na Holanda.

Notícias ao Minuto Brasil – Brasil
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *