Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT
Anúncio Anúncio

Polícia Civil apreende mais dois notebooks furtados de clínica e prende empresário por receptação

Curta nossa página e receba notícias em primeira mão!

Polícia Civil apreende mais dois notebooks furtados de clínica e prende empresário por receptação

Na delegacia, por fotografias, o suspeito reconheceu a funcionária da clínica como sendo a pessoa que lhe vendeu os notebooks


Camila Molina

| Polícia Civil-MT

Um empresário do ramo de informática flagrado em posse de notebooks furtados de uma clínica foi preso em flagrante pela Polícia Civil, nesta quinta-feira (04.03), em mais uma ação de combate a crimes de receptação, deflagrada pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derf-VG).

Na loja do empresário, os policiais da Derf-VG apreenderam dois notebooks da marca HP, que foram furtados pela funcionária de uma clínica instalada no Várzea Grande Shopping. Interrogado, o empresário disse que adquiriu os notebooks da mulher e pagou por cada um deles o valor de R$ 400.

Na delegacia, por fotografias, o suspeito reconheceu a funcionária da clínica como sendo a pessoa que lhe vendeu os notebooks.O suspeito, de 41 anos, é proprietário de uma loja de produtos informáticos no bairro Dom Aquino, em Cuiabá e foi autuado em flagrante pelo crime de receptação qualificada.

Segundo a delegada titular da Derf-VG, Elaine Ferndades da Silva, o empresário estava anunciando os notebooks para a venda em uma página na rede social Facebook. “Apesar de ter comprado os aparelhos por $ 400, o receptador estava anunciado um dos notebooks R$ 849 e o outro por R$ 999, ou seja, buscando obter lucro com os bens receptados”, disse a delegada.

Entenda o caso

Na semana passada, a Derf-VG apreendeu outro notebook furtado da mesma clínica, que estava em poder de outro empresário no bairro Parque Geórgia.

Na ocasião, quatro notebooks foram furtados da empresa. Interrogada a funcionária confessou que furtou os aparelhos para conseguir dinheiro para pagar um agiota.

Ela revelou que levava os equipamentos um a cada dia, para não ser flagrada e escondia os notebooks em uma sacola preta. A suspeita será indiciada em inquérito policial por furto qualificado pelo abuso de confiança. 

C

Governo do Estado de Mato Grosso
Read More

COMPARTILHE!