Número 2 do mundo, Medvedev revela que está com covid-19 e não joga em Montecarlo

COMPARTILHE!

O Masters 1000 de Montecarlo, disputado em quadras de saibro no Principado de Mônaco, sofreu nesta terça-feira uma enorme baixa por conta do novo coronavírus. Atual número 2 do mundo, o russo Daniil Medvedev revelou que está com a covid-19 e, por isso, teve de desistir da competição, que reúne vários dos melhores tenistas do ranking da ATP.

“É uma grande desilusão não jogar em Montecarlo. O meu foco agora é recuperar e regressar ao circuito o mais rápido possível e em segurança”, comentou Medvedev, que reside e tem como base de treino o Principado de Mônaco, em declarações publicadas pela ATP.

De acordo com a entidade que comanda o tênis masculino, o russo, de 25 anos, que está cumprindo isolamento social e está sendo acompanhado pelas equipes médicas da ATP, será substituído na chave principal de simples pelo argentino Juan Ignacio Londero, que entra como “lucky loser” (perdedor na última rodada do qualifying que tem a sorte de entrar na competição principal).

Quem deu azar foi o brasileiro Marcelo Demoliner, que jogaria a chave de duplas com Medvedev. Ainda não foi anunciado se o tenista gaúcho terá outro parceiro para a competição.

O russo, vice-campeão do Aberto da Austrália em fevereiro, iria defender as semifinais disputadas na última edição do Masters 1000 de Montecarlo em 2019, quando perdeu para o sérvio Dusan Lajovic.

No último dia 15, Medvedev se tornou no primeiro tenista fora do quarteto formado pelo sérvio Novak Djokovic, pelo espanhol Rafael Nadal, pelo suíço Roger Federer e pelo britânico Andy Murray (conhecido como “Big Four”) a ser o número 2 do mundo desde o australiano Lleyton Hewitt, em 2005.

Notícias ao Minuto Brasil – Esporte
Read More