Caoa Chery busca nome para Exeed no Brasil e pensa em exportação

COMPARTILHE!

Caoa Chery busca nome para Exeed no Brasil e pensa em exportação

A Caoa Chery está buscando definir o nome para sua divisão de luxo no mercado nacional. Como se sabe, a Exeed é uma submarca criada pela montadora chinesa para atuar no maior mercado do mundo.

Contudo, ela é apenas uma das marcas recentemente criadas, como Qilu (a mais nova) e Jetour, sem contar a Cowin Auto, que surgiu a partir da própria Qirui Automobile (Chery) em Wuhu. A Jetour, por exemplo, está no mercado argentino.

Mas, no caso da Exeed, o nome já é conhecido por aqui, mas apenas  virtualmente, pela imprensa. O próprio Carlos Alberto de Oliveira Andrade confirmou a vinda da marca em 2018.

Entretanto, a Caoa Chery ainda não definiu se ela surgirá como apenas Exeed, Caoa Exeed ou Caoa Chery Exeed, sendo este último uma designação associada com a marca atual, como a Ford usa na Europa com a Vignale.

Márcio Alfonso, CEO da Caoa Chery, disse à Automotive Business: “Essa é uma discussão que estamos tendo exatamente agora”. O executivo não fala em datas, mas a ideia da empresa é lançá-la ainda em 2021.

Caoa Chery busca nome para Exeed no Brasil e pensa em exportação

A Caoa Chery tem pressa em ampliar sua atuação no país, ainda mais com boa recepção por parte dos consumidores. O Tiggo 3x Turbo, por exemplo, é uma cartada que a marca pretende para aumentar a produção em Jacareí.

Com capacidade para fazer 50 mil carros por ano (originalmente era 150 mil planejados), a planta da Chery deve atingir no máximo 23 mil ao ano com o novo produto, que compartilha a linha com Tiggo 2, Arrizo 5 e Arrizo 6.

Entretanto, a Exeed não deve ser feita na unidade paulista, exceto se a Caoa Chery abrir mais uma linha de produção em paralelo com as linhas Tiggo e Arrizo. O motivo é a plataforma T1X, usada por alguns modelos da linha de luxo.

Em Anápolis, todos os três modelos que se sustentam com ela (Tiggo 5x, 7 e 8), compartilham as linhas com a Hyundai (ix35, New Tucson, HR e HD). Da Exeed, o modelo LX (Tiggo 7) roda em testes, mas a marca registrou o maior TXL no INPI.

Por ora, o foco na exportação está fixo na unidade paulista, que tem potencial de crescimento dado o baixo volume feito lá. A Caoa Chery estuda atingir mercados vizinhos, mas analisa com cuidado a expansão.

[Fonte: Automotive Business]

 

© Noticias Automotivas. A notícia Caoa Chery busca nome para Exeed no Brasil e pensa em exportação é um conteúdo original do site Notícias Automotivas.

Notícias Automotivas
Read More