“Estamos corrigindo erro histórico”, afirma governador ao anunciar hospital regional em Juína para atender Região Noroeste de MT

“Estamos corrigindo erro histórico”, afirma governador ao anunciar hospital regional em Juína para atender Região Noroeste de MT
COMPARTILHE!

“Estamos corrigindo erro histórico”, afirma governador ao anunciar hospital regional em Juína para atender Região Noroeste de MT

Local foi definido durante vistoria realizada na tarde desta quinta-feira (13.05)


Lucas Rodrigues e Carol Sanford

| Secom-MT

Governador Mauro Mendes anuncia local da construção do Hospital Regional de Juína – Foto por: Assessoria

Governador Mauro Mendes anuncia local da construção do Hospital Regional de Juína

O governador Mauro Mendes anunciou a área para construção de um hospital regional em Juína (742 km de Cuiabá), que vai atender a média e alta complexidade da população de toda a Região Noroeste de Mato Grosso.

O anúncio foi feito na tarde desta quinta-feira (13.05), após vistoria na área, que fica nas imediações da Rua Dom Aquino com a MT-170, e foi definida em parceria com a prefeitura, que cedeu o local.

Os recursos para as obras estão garantidos pelo programa Mais MT, que prevê R$ 300 milhões para a construção de novos hospitais regionais.

“Estamos corrigindo um equívoco de muitos anos, pois a população de toda a região precisava se deslocar mais de mil quilômetros para ter um atendimento em saúde. Era uma desumanidade e que estamos consertando para atender a média e alta complexidade dos moradores de Juína e das cidades do entorno”, destacou Mauro Mendes.

O chefe do Executivo Estadual fez questão de frisar que os recursos para a construção da unidade em Juína, e também em Tangará da Serra, anunciada pela manhã, estão garantidos e sairão dos cofres do Governo.

“As duas unidades que já anunciamos e outras que ainda iremos anunciar amanhã, já estão com os recursos garantidos pelo programa Mais MT. São mais de R$ 300 milhões que serão investidos nessas obras”, afirmou o governador.

Na sexta-feira (14.05), Mauro Mendes estará nos municípios de Alta Floresta, Confresa e Porto Alegre do Norte definindo outras áreas. Serão mais dois hospitais regionais, um em Alta Floresta e outro na Região do Araguaia, cujo local será definido entre os municípios de Confresa e Porto Alegre do Norte.

Conforme o prefeito de Juína, Paulo Veronese, a construção da unidade vai resolver o problema crônico da Saúde na região e a população poderá ter acesso ao atendimento especializado.

“Nossa população depende muito de uma saúde de qualidade. Precisamos nos deslocar mais de 700 quilômetros, alguns moradores vizinhos, chegam a andar mil quilômetros para chegar em Cuiabá, e o senhor está resolvendo esse problema, governador. Ainda vamos esperar o senhor para entregar muitas outras melhorias que estão sendo feitas em nossa região pelo governo e desde já muito obrigado”, declarou Veronese.

O senador Carlos Fávaro acompanhou a inspeção no local onde será construído o hospital regional e classificou o anúncio do governador como “um sonho da região que finalmente sai do papel”.

“A Região Noroeste de Mato Grosso merece toda a atenção do Poder Público e esse é um momento especial, pois é um sonho de décadas que finalmente está saindo do papel. Esse é o exemplo do trabalho com foco no resultado, que este governo tem priorizado: fazer política para o bem da população”, afirmou Fávaro.

Já o deputado estadual Elizeu Nascimento pontuou da importância da localização da área definida para abrigar a nova unidade hospitalar da região.

“É uma área bem centralizada, definida em conjunto pelo governador Mauro Mendes e pelo prefeito Paulinho. Essa localização é muito importante, pois vai facilitar o deslocamento dos moradores de toda região que precisam do atendimento de saúde, com a qualidade que essa obra vai proporcionar. É um momento histórico para todos e estou muito feliz de poder compartilhar essa conquista para a cidade”, disse o parlamentar.

Também acompanharam o anúncio o senador Jayme Campos; os deputados federais Carlos Bezerra e Juarez Costa; o presidente da Assembleia Legislativa, Max Russi; os deputados estaduais Dilmar Dal Bosco, Dr. João, Nininho, Romoaldo Jr., Paulo Araújo e Wilson Santos; os secretários de Estado, Rogério Gallo (Fazenda), Marcelo de Oliveira (Infraestrutura) e Alan Porto (Educação); o presidente do MT Par, Wener Santos; o presidente da Famato, Normando Corral; e o ex-senador Cidinho Santos, além de lideranças municipais.

O hospital

A obra seguirá o padrão de qualidade do Governo de Mato Grosso, para oferecer toda a estrutura necessária para o atendimento digno à população, bem como os equipamentos e qualidade de trabalho aos profissionais de Saúde.

O hospital projetado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) contará com 141 leitos de enfermaria e 40 UTIs, entre adultas, pediátricas, neonatal e unidade semi-intensiva neonatal, para atendimento na média e alta complexidade.

A unidade de Saúde também contará com 10 consultórios médicos, 2 consultórios para atendimento a gestantes, 6 salas de centro cirúrgico, além de espaços para banco de sangue, banco de leite materno e realização de exames, como tomografia e colonoscopia.

A previsão é que após a licitação e a definição da empresa que irá tocar a obra, o hospital seja entregue em até 24 meses.

C

Governo do Estado de Mato Grosso
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *