Nadal é superado por Medvedev, cai para 3º no ranking da ATP e vê Thiem ameaçá-lo

Nadal é superado por Medvedev, cai para 3º no ranking da ATP e vê Thiem ameaçá-lo
COMPARTILHE!

A derrota nas quartas de final do Masters 1000 de Madri, na Espanha, na semana passada, custou caro a Rafael Nadal. Nesta segunda-feira, a ATP atualizou o seu ranking e na nova lista o tenista espanhol perdeu o número 2 para o russo Daniil Medvedev, que agora está na frente por apenas 150 pontos (9.780 a 9.630). Ele ficou a uma vitória de manter a segunda colocação, mas perdeu para o alemão Alexander Zverev, que depois acabou faturando o título.

Nadal não tem chance de retomar o segundo lugar nesta semana por causa da alteração feita no ranking por causa da pandemia do novo coronavírus. Campeão do Masters 1000 de Roma, na Itália, ele defende os pontos do título de 2019, assim como o sérvio Novak Djokovic, o número 1 do mundo, pela conquista no Foro Itálico em 2020. Ambos não somam nada se levantarem a taça, mas também só perdem no máximo 500 pontos.

Por causa disso, Djokovic pode ver uma aproximação de Medvedev, que tem chances de encurtar a distância entre os dois no ranking para menos de 200 pontos. Mas para isso o russo teria que ser campeão no saibro de Roma e ver o sérvio, atualmente com 11.463 pontos, ir no máximo até as semifinais.

Além do segundo lugar nesta semana, Nadal pode perder o terceiro na próxima. O austríaco Dominic Thiem pode superar o espanhol no ranking se for campeão do Masters 1000 de Roma.

Entre os brasileiros, Thiago Monteiro, principal nome do País, começa a semana perdendo uma colocação na lista. Nesta segunda-feira, ele caiu da 78.ª para a 79.ª posição, mas segue firme como único dentro do Top 100. O segundo melhor é o paranaense Thiago Wild, que se manteve no 126.º lugar. O mineiro João Menezes vem um pouco atrás como atual número 3 e 196.º do mundo, ganhando três posições em relação à semana passada.

FEMININO – Campeã do WTA 1000 de Madri, a belarussa Aryna Sabalenka deu um bom salto no ranking da WTA, ganhou quatro colocações e aparece nesta segunda-feira na quarta posição, a melhor da carreira. A tenista de 23 anos irá lutar pelo número 3 em Roma, podendo destronar a romena Simona Halep.

Atual número 3 do mundo, Halep tem apenas 325 pontos de vantagem para Sabalenka e por isso só poderá ser ultrapassada caso a belarussa chegue na final ou conquiste o título. Se a romena alcançar as quartas já força a rival a chegar pelo menos na decisão e se fizer semi então a tenista de Belarus terá que levantar mais uma taça.

Líder do ranking, a australiana Ashleigh Barty tem enorme vantagem sobre Naomi Osaka e não tem o número 1 ameaçado, assim como a japonesa também não pode ser ultrapassada por Halep. Uma briga boa no Top 5 será justamente pela quinta colocação, envolvendo a americana Sofia Kenin e a ucraniana Elina Svitolina.

Entre as brasileiras, a semana começou com sensações opostas para as duas melhores no ranking da WTA. Enquanto a paulista Beatriz Haddad Maia comemora uma boa ascensão de 11 lugares, a gaúcha Gabirela Cé lamenta uma dura quebra de 15 posições.

Tentando recuperar a condição de Top 100, Bia Haddad aparece no 231.º lugar e terá a chance de somar mais pontos nesta semana no W60 de Saint-Gaudens, na França. Por outro lado, Cé desceu para o 262.º posto e irá amargar uma queda de pelo menos mais nove posições no próximo ranking.

Notícias ao Minuto Brasil – Esporte
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *