Quatro integrantes de associação criminosa são presos por estelionato na Capital

Quatro integrantes de associação criminosa são presos por estelionato na Capital
COMPARTILHE!

Quatro integrantes de associação criminosa são presos por estelionato na Capital

A vítima de Lucas do Rio Verde teve o valor R$ 25 mil subtraído de sua conta corrente horas antes


Polícia Civil-MT

Quatro pessoas suspeitas de integrar uma associação criminosa envolvida em estelionato foram presas em flagrante pela Polícia Civil, nesta sexta-feira (14.05), após serem identificados pelos policiais da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) no momento em que tentavam sacar o dinheiro do golpe.

As investigações iniciaram após a equipe da GCCO ser informada sobre uma mulher que estava tentando sacar um alto valor em uma agência bancária em Cuiabá. Segundo as informações, o dinheiro era oriundo de um golpe aplicado horas antes contra uma vítima de Lucas do Rio Verde, que teve R$ 25 mil subtraídos de sua conta corrente.

O golpe ocorreu por volta das 10h, quando a vítima recebeu uma ligação de uma pessoa, que se identificou como agente de segurança de uma cooperativa bancária, afirmando que precisava de dados pessoais, uma vez que tinham tentando acessar a conta do cliente por outro aparelho celular.

Durante a conversa, o estelionatário pediu que a vítima entrasse no aplicativo do banco e enviasse um código que chegaria em seu celular. Após o envio, o suspeito conseguiu acessar a conta da vítima e fazer uma transferência no valor de R$ 25 mil para outra conta da mesma cooperativa.

A equipe de investigadores da GCCO foi acionada por volta das 15 horas de que uma mulher estava tentando sacar um alto valor em dinheiro em uma agência bancária. Os policiais realizaram a abordagem da suspeita, que confessou estar ali para sacar a quantia proveniente de golpe e indicou outras pessoas envolvidas no esquema, entre elas seu marido.

Em continuidade às diligências, o suspeito foi detido e disse que o dinheiro seria entregue para outras duas pessoas responsáveis por organizar o golpe. O segundo casal foi preso no momento em que chegou à casa dos suspeitos para buscar o dinheiro que eles acreditavam já estar com os comparsas.

Diante das evidências, os três suspeitos foram conduzidos à GCCO, onde após serem interrogados foram autuados em flagrante por estelionato e organização criminosa.

A apuração do crime e prisão dos envolvidos contou com apoio da Delegacia de Lucas do Rio Verde e da Gerência Estadual de Polinter e Capturas. 

C

Governo do Estado de Mato Grosso
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *