Reuniões regionais para debater o Plano de Resíduos Sólidos começam dia 31 de maio

COMPARTILHE!

Reuniões regionais para debater o Plano de Resíduos Sólidos começam dia 31 de maio

As reuniões serão coordenadas pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), responsável pela elaboração do PERS, com a participação da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) e abertas à população em geral


Renata Prata

| Sema-MT

Os encontros regionais para apresentar e debater o Plano Estadual de Resíduos Sólidos de Mato Grosso (PERS) começarão a ser realizados a partir do dia 31 de maio e seguem até dia 9 de junho. A expectativa é alcançar os 141 municípios mato-grossenses, apresentando os dados já coletados em todo o processo de execução do plano.

As reuniões serão coordenadas pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), responsável pela elaboração do PERS, com a participação da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT)  e abertas à população em geral.

Os encontros virtuais acontecerão em 5 regiões do estado. As discussões em Cuiabá envolverão 30 municípios, em Sinop a abrangência é de 42 cidades, Barra do Garças de 30, Rondonópolis de 18 e Cáceres 21 municípios.

As reuniões poderão ser acompanhadas pelo link  e não precisa de inscrição antecipada.

CONFIRA AS DATAS EM CADA REGIÃO

Cuiabá – 31 de maio

Sinop – 1º de junho

Barra do Garças – 2 de junho

Rondonópolis – 8 de junho

Cáceres- 9 de junho

PERS

O PERS vem sendo construído desde agosto de 2020 com a entrega pela UFMT do Projeto de Mobilização Social à Sema. O Plano deve abranger todo o território do Estado, com horizonte de atuação de 20 anos e revisão a cada 4 anos, de forma a atender ao estabelecido na Política Nacional de Resíduos Sólidos, Lei Federal nº 12.305/2010.

A secretaria de Meio Ambiente Mauren Lazzaretti avalia o plano como essencial para o estado. “Nos dedicamos arduamente a destravar o processo de contratação deste Plano, que é importante para organizar e dar as diretrizes gerais de gestão para os municípios e para o próprio Estado no que tange ao manejo adequado dos resíduos”.

Além de questões sobre Aspectos Sociais – Perfil de Associações e Cooperativas de Catadores, as discussões foram estendidas aos seguintes eixos: Resíduos Sólidos Urbanos, Resíduos Sólidos na Indústria, Resíduos Sólidos na Saúde, Resíduos Sólidos da Mineração, Resíduos Sólidos de Logística, Resíduos Sólidos no Transporte, Resíduos Sólidos na Construção, Resíduos Sólidos no Saneamento, Resíduos Agrossilvipastoris – geral e particularizado em Pecuária, Indústria, Agroindústria Associada ao Estado e Resíduos Sólidos do Setor Madeireiro.

De acordo com a coordenadora técnica do projeto, professora Eliana Rondon, da UFMT, o plano é um processo que visa impulsionar a gradual mudança de atitudes, hábitos e consumo na sociedade. “Ele deve apontar caminhos, orientar investimentos, subsidiar e definir diretrizes para os planos de regiões metropolitanas, aglomerações urbanas e microrregionais”.

Além disso, será uma ferramenta para o acesso a incentivos ou financiamentos de entidades federais de crédito ou fomento, como explica o professor Paulo Modesto Filho, coordenador-geral do PERS/UFMT. “O modelo de planejamento é participativo, estimula os segmentos sociais a contribuírem com discussões, proposições, divulgação e validações”.

Em razão da pandemia da covid-19, as reuniões se deram a distância, por meio de 13 Webinars – encontros setoriais com uso da Tecnologia da Informação. Uma série de reuniões temáticas com participação de órgãos públicos e setores sociais e econômicos envolvidos diretamente com o PERS foram realizadas em fevereiro e março deste ano.

Para saber mais informações sobre o PERS acesse o site

*Com informações Assessoria PERS/UFMT

C

Governo do Estado de Mato Grosso
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *