Cuca segue em dúvida sobre lateral-esqauerdo no Atlético-MG; Everson é ‘blindado’

COMPARTILHE!

O técnico Cuca, que voltará ao banco de reservas após cumprir suspensão na derrota para o Santos, está tendo que quebrar a cabeça para definir quem jogará na lateral esquerda do Atlético-MG na partida contra o Atlético Goianiense, nesta quinta-feira, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. As principais opções do time não estarão disponíveis e, com isso, será preciso improvisar.

Titular da posição, Guilherme Arana levou o terceiro cartão amarelo contra o Santos e fica de fora. Dodô, seu substituto imediato, sofreu uma lesão muscular na região posterior da coxa esquerda no último dia 16, contra o Internacional, e desfalca a equipe por tempo indeterminado.

O volante Allan poderia ser opção para exercer a função, mas foi expulso diante do Santos. O zagueiro Junior Alonso, que já atuou na posição, ainda está com a seleção do Paraguai na Copa América.

Sem os quatro jogadores que poderiam atuar na lateral esquerda, Cuca tem duas opções para encarar o Atlético Goianiense: colocar um atleta pouco habituado na função ou mudar o esquema tático e usar três zagueiros, o que é pouco provável. O meio-campista Calebe é canhoto e atuou como ala esquerdo com o ex-técnico argentino Jorge Sampaoli.

O zagueiro Gabriel jogou como lateral-direito em outras ocasiões e também poderia ser improvisado na esquerda. Mariano, por conhecer bem a posição do lado direito, pode ser escolhido. A última opção, menos provável, é utilizar o volante Tchê Tchê, acostumado a fazer a função pela direita, como um lateral que centraliza.

BLINDAGEM – Depois de uma semana que não foi das melhores – especialmente na derrota por 2 a 1 para o Ceará, quando falhou nos dois gols -, o goleiro Everson recebeu inúmeras críticas, mas nada que tire seu crédito com a comissão técnica e com a diretoria. Isso quem garante é Rodrigo Caetano, diretor de futebol.

“Ele está acima de qualquer suspeita para nós. É um dos grande goleiros do país, um dos melhores, esteve cotado para a seleção brasileira. É importante que vocês saibam disso, não é só o Galo que entende que ele é um dos melhores do Brasil. Ele tem total confiança. Dos preparadores de goleiro, dos colegas, da comissão técnica. Isso é assim. Infelizmente ele mesmo admitiu ter tido duas falhas contra o Ceará, mas ele tem muito crédito. Nos salvou inúmeras vezes e vai seguir sendo o Everson sendo de altíssimo nível que vem sendo”, enalteceu o dirigente.

Notícias ao Minuto Brasil – Esporte
Read More