Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos

COMPARTILHE!

Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos

A Ranger 2015 foi um dos últimos modelos antes da reestilização promovida pela Ford. Mas se você pensa que isso significou uma picape esquecida pela marca, saiba que ela recebeu várias novidades.

Além de sua extensa gama de versões, com três opções de conjuntos mecânicos, a Ranger 2015 também passou a apostar mais em tecnologia e ganhou novos equipamentos. Ela também alterou seu plano de revisões, o que agradou bastante seus proprietários.

Tudo isso veio em um dos períodos mais movimentados no segmento das picapes, com lançamentos e novidades em quase todas as marcas.

Confira os detalhes da Ranger 2015!

Ranger 2015 – detalhes

Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos

Enquanto os engenheiros da Ford trabalhavam bastante no desenvolvimento da nova Ranger (o modelo reestilizado chegou apenas em abril de 2016), a linha 2015 da picape também recebia atenção da marca.

Além de manter seu acertado visual externo, a Ranger 2015 mudou algumas coisas em sua lista de equipamentos e manteve a fama de picape mais tecnológica entre suas principais concorrentes.

Tecnologia inteligente e mais segurança

A principal novidade foi a chegada do sistema de conectividade SYNC, equipado com AppLink e Assistência de Emergência. Ele estava disponível para todas as versões, exceto a XL (destinada para frotistas).

Um de seus principais recursos, a Assistência de Emergência fazia uma ligação automática para o SAMU quando houvesse uma colisão com acionamento do airbag ou corte de combustível. Sem qualquer cobrança adicional, esse sistema usava o GPS da picape e poderia ser desativado pelo motorista.

O outro sistema, chamado AppLink, permitia acessar aplicativos do celular emparelhado através do comando de voz ou pelos botões no volante, funcionando com Android ou iOS.

Entre os aplicativos suportados pelo sistema, estavam o Spotify, Glympse (para compartilhamento de localização), Let’s Park (para encontrar estacionamentos) e diversos apps de rádios, e essa lista aumentou consideravelmente nos meses seguintes.

O sistema vinha com tela de 4,2 polegadas nas versões XLS e XLT ou 5 polegadas na topo de linha, contando ainda com rádio, CD, MP3, entrada auxiliar, USB e conexão Bluetooth, além dos comandos de voz para áudio e telefone (com transferência automática de agenda e leitor de mensagens de texto).

Um detalhe interessante no sistema SYNC era seu funcionamento inteligente em relação aos comandos de voz, se adaptando não apenas a línguas diferentes, mas também a sotaques regionais.

A Ford destacava que seu software guardava arquivos separados para cada voz reconhecida, tudo sendo criado com base em diferentes grupos fonéticos brasileiros. Para facilitar, o GPS também aceitava comandos com nomes parciais de ruas ou outras localidades.

Leia também sobre a Ranger 2013.

Mais itens de série e nova versão

Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos

A principal novidade da Ranger 2015 foi a adição do sistema SYNC, mas a picape também ganhou mais equipamentos em quase todas as versões. A opção de entrada XLS recebeu fechadura na tampa da caçamba, porta-objetos sob o banco traseiro, tapetes de borracha, faróis de neblina e controlador de velocidade.

Os três primeiros itens acima também foram novidades para as versões XLT e Limited, enquanto a opção intermediária ainda recebeu os bancos em couro para sua versão com câmbio manual.

Outro destaque foi a inédita versão XL chassi, voltada para frotistas e equipada com motor 2.2 diesel e tração 4×4. Essa opção permitia instalar implementos no lugar da caçamba, sendo bem útil para empresas.

Plano de revisões mais econômico

Depois de mudar o plano de revisões do Ford Ka, a marca também aplicou essa novidade para a Ranger 2015. Basicamente, o novo sistema diminuía o números de idas à concessionária durante o período de garantia (3 anos) de 6 para 4 visitas.

Isso foi possível graças ao aumento no prazo para as revisões, que pulou de 6 para 12 meses. No primeiro ano, as revisões foram mantidas a cada 6 meses ou 10.000 km, o que ocorresse primeiro (e ambas com mão de obra gratuita).

Depois disso, porém, as duas próximas poderiam ser feitas com 24 e 36 meses (ou 20.000 km e 30.000 km, novamente o que ocorresse primeiro). Com isso, a marca eliminava duas revisões no período da garantia da picape e gerava uma economia de 30% a 40% para o cliente.

A única recomendação da marca era que, no intervalo entre a terceira e quarta revisões, o cliente fosse à concessionária apenas para substituir o filtro de combustível.

Um visual que continuava agradando

Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos

Como citamos anteriormente, o visual da Ranger 2015 estava prestes a sofrer uma mudança, mas isso não significava que ele ainda não fazia um bom papel no segmento.

Falando primeiro sobre a parte externa, a dianteira da picape da Ford tinha faróis quadrados que se uniam de forma harmoniosa com a grade cromada, além de apresentar o característico detalhe da luz de seta alaranjada na parte superior.

Abaixo estavam os faróis de neblina e um para-choque bem encorpado, com a parte central pintada em cinza para dar destaque ao bumper. Já o capô tinha vincos mais discretos do que veríamos no futuro modelo 2016.

Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos

Em sua lateral, a Ranger 2015 continuava usando o acabamento cromado (nas versões mais caras) nos espelhos retrovisores, maçanetas e estribo, conferindo um certo refinamento a quem quisesse pagar mais caro.

As rodas da picape variavam entre 16 e 17 polegadas e o visual lateral ainda tinha, especialmente na versão Limited, o santantônio pintado na cor da carroceria.

Já em sua traseira, a Ranger 2015 ostentava seu nome em letras garrafais na tampa da caçamba, além de contar com para-choque cromado e lanternas verticais que invadiam bastante as laterais.

Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos

Se alguém não precisasse da cabine dupla e ainda procurava por um visual mais exclusivo, a Ford mantinha a versão Sport, que havia lido lançada em março de 2014 por R$ 67.990 (preço difícil de acreditar quando olhamos os valores atuais da Ranger 2022).

A Ranger Sport tinha vários detalhes exclusivos, como faixas laterais, santantônio, acabamento em preto nos espelhos, maçanetas e para-choques. As rodas eram de liga leve e tinham 17 polegadas, tendo ainda pneus off-road 265/65 R17.

Sua lista de equipamentos contava com sistema de som com CD, MP3 e Bluetooth (com tela de 4,2 polegadas), piloto automático, direção hidráulica, ar-condicionado, computador de bordo, conjunto elétrico e faróis de neblina.

Debaixo do capô, a Ranger Sport tinha o potente motor 2.5 16V flex, que entregava 173 cv e 24,8, sendo associado ao câmbio manual de cinco marchas.

Recall das versões com motor 2.2 diesel

Em meio a tantas novidades, a Ranger 2015 também teve um ponto negativo. Em fevereiro daquele ano, a Ford anunciou um recall para o modelo 2.2 diesel por risco de incêndio.

Foram afetadas quase 8 mil unidades fabricadas entre 2012 e 2014. Segundo a marca, existia a possibilidade de atrito da abraçadeira que lacra a mangueira, e isso poderia gerar danos à tubulação de combustível.

Mesmo com a possibilidade de um problema tão sério, a marca ressaltou que nenhum problema foi registrado.

Um ano cheio de novidades no segmento

Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos

Coincidência ou não, o ano de 2015 foi bem movimentado em quase todas as marcas que brigam entre as picapes. Além de reestilizações e novas versões, o mercado viu nascer dois modelos menores que mudariam esse segmento.

Além de todas as novidades da Ranger 2015, bem detalhadas nesse texto, a principal expectativa nessa época estava no desenvolvimento do Projeto 226, da Fiat, modelo que hoje todos conhecem como Toro.

Já no final de 2014 várias projeções foram divulgadas na internet, todas baseadas nos constantes flagras que eram feitos nos arredores da fábrica e em outros locais. O visual final, porém, ainda surpreendeu a muitos quando a primeira imagem oficial foi divulgada, em outubro de 2015.

Além disso, já sabíamos na época que a novidade seria monobloco, sendo menor que as rivais tradicionais. Além disso, a Fiat não fazia questão de esconder que usaria os motores 1.8 flex e 2.0 turbodiesel, com várias opções de câmbio e tração. Até mesmo o motor 2.4 do Freemont era cotado.

Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos

Mesmo fazendo mais sucesso, a Fiat Toro chegou depois de outro modelo desse novo segmento: o Duster Oroch. A picape francesa havia sido lançada em setembro de 2015, com motor 1.6 ou 2.0 e preços entre R$ 62 mil e R$ 72 mil.

A Renault ainda cutucava sua futura rival com propagandas bem criativas, como nas imagens acima. Apesar disso, ela jamais fez o mesmo sucesso que a italiana, especialmente pela diferença no visual.

E o que dizer das picapes tradicionais e maiores? A Toyota Hilux, uma das mais vendidas, ganhou um visual totalmente renovado em novembro daquele ano, quando foi lançada em seis versões. Bem mais equipada, ela tinha preços entre R$ 115 mil e R$ 188 mil.

A Chevrolet foi em outra direção, mantendo o visual e alterando a motorização e a gama de versões da S10 2015. Além de receber o novo propulsor 2.5 flex de 206 cv, a picape ainda ganhou a nova versão topo de linha High Country. As duas novidades chegaram em 2015, mas a nova configuração já fazia parte da linha 2016.

A Volkswagen também entrou na onda das mudanças e deixou vazar que preparava um novo motor para a Amarok. Além dos já conhecidos 2.0 TDI, os engenheiros da marca na fábrica de Pacheco estavam desenvolvendo o propulsor 3.0 V6, que hoje é a única opção do modelo.

Ranger 2015 – versões

Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos

  • Ranger CS Sport 2.5 Flex
  • Ranger CD XLS 2.5 Flex
  • Ranger CD XLT 2.5 Flex
  • Ranger CD Limited 2.5 Flex
  • Ranger CD XLS 2.2 Diesel 4X4
  • Ranger CD XLS 3.2 Diesel 4X4
  • Ranger CD XLS 3.2 Diesel 4X4 AT
  • Ranger CD XLT 3.2 Diesel 4X4
  • Ranger CD XLT 3.2 Diesel 4X4 AT
  • Ranger CD Limited 3.2 Diesel 4X4 AT

Cores disponíveis: Branco Ártico, Azul Aurora, Prata Geada, Preto Gales e Vermelho Bari (todas as versões); Azul Mônaco, Cinza Ubatuba, Cinza Novara e Prata Atenas (apenas cabine dupla).

Ranger 2015 – equipamentos

Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos

Ranger CS Sport (2.5 Flex)

ITENS DE SÉRIE: airbag duplo frontal, alarme anti furto volumétrico, ar-condicionado, diferencial traseiro deslizante, direção hidráulica, faróis de neblina dianteiros, freios ABS com EBD, Kit Sport com aplique frontal, adesivo Sport e faixas laterais, piloto automático, retrovisores externos com ajuste elétrico, rodas de liga leve de 17 polegadas, santo-antônio tubular exclusivo Sport, central multimídia SYNC Media System com rádio AM/FM, CD player MP3, USB/iPod, Bluetooth, tela de LCD multifuncional colorida no painel central de 4,2 polegadas, 2 alto-falantes, 2 tweeters, comandos de áudio no volante, comandos de voz com funções de áudio e telefone, App Link e Assistência de Emergência, soleiras nas portas Sport, trava da porta da caçamba com chave, trava elétrica das portas e vidro elétrico do motorista com sistema de abertura/fechamento com um toque para cima/baixo.

Ranger CD XLS (2.5 Flex / 2.2 Diesel 4X4 / 3.2 Diesel 4X4)

ITENS DE SÉRIE: 2 airbags frontais, ar-condicionado, diferencial traseiro deslizante (diferencial traseiro blocante para versões diesel), direção hidráulica, faróis de neblina dianteiros, freios ABS com EBD, piloto automático, retrovisores externos com ajuste elétrico, rodas de liga leve 16 polegadas, central multimídia SYNC Media System com rádio AM/FM, CD player MP3, USB/iPod, Bluetooth, tela de LCD multifuncional colorida no painel central de 4,2 polegadas, 4 alto-falantes, 2 tweeters, comandos de áudio no volante, comandos de voz com funções de áudio e telefone, App Link e Assistência de Emergência, trava da porta da caçamba com chave, trava elétrica das portas e vidro elétrico do motorista com sistema de abertura/fechamento com um toque para cima/baixo.

Ranger CD XLT (2.5 Flex / 3.2 Diesel 4X4)

ITENS DE SÉRIE: itens acima + AdvanceTrac – Controle eletrônico de estabilidade (ESC) e tração (TCS), ar-condicionado automático/digital com controle individual de temperatura para motorista e passageiro, bancos revestidos parcialmente em couro, diferencial traseiro aberto, estribos laterais, rodas de liga leve de 17 polegadas, santo-antônio tubular, sensor de estacionamento traseiro e vidros elétricos dianteiros/traseiros com sistema de abertura/fechamento com um toque para cima/baixo.

Ranger CD Limited (2.5 Flex / 3.2 Diesel 4X4)

ITENS DE SÉRIE: itens acima + acendimento automático dos faróis, 6 airbags (frontais, laterais e de cortina), câmera de ré, capota marítima, console central com porta objetos climatizado, espelho retrovisor interno eletrocrômico, faróis com ajuste de altura manual, protetor de caçamba, retrovisores externos com luz indicadora de direção, luz de aproximação e rebatíveis eletricamente, santo-antônio exclusivo pintado na cor do veículo e tela de LCD multifuncional no painel central de 5 polegadas.

Ranger 2015 – preços

  • Ranger CS Sport 2.5 Flex – R$ 69.900
  • Ranger CD XLS 2.5 Flex – R$ 82.900
  • Ranger CD XLT 2.5 Flex – R$ 91.900
  • Ranger CD Limited 2.5 Flex – R$ 102.900
  • Ranger CD XLS 2.2 Diesel 4X4 – R$ 107.900
  • Ranger CD XLS 3.2 Diesel 4X4 – R$ 119.900
  • Ranger CD XLS 3.2 Diesel 4X4 AT – R$ 126.900
  • Ranger CD XLT 3.2 Diesel 4X4 – R$ 129.900
  • Ranger CD XLT 3.2 Diesel 4X4 AT – R$ 136.900
  • Ranger CD Limited 3.2 Diesel 4X4 AT – R$ 150.900

Ranger 2015 – motor

Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos

Com três opções de motor e três tipos de câmbio, a Ranger 2015 tinha uma gama bem completa para seus clientes, tanto aqueles que procuravam a picape para o trabalho como para o lazer.

A opção de entrada, a única com cabine simples, tinha o motor 2.5 Duratec iVCT, que também equipava diversas configurações com cabine dupla. Esse conjunto entregava 168 cv com gasolina ou 173 cv com etanol, tendo ainda 24,1 ou 24,8 kgfm de torque, respectivamente. Ele era sempre acoplado ao câmbio manual de 5 velocidades.

Partindo para as versões movidas a diesel, o primeiro motor era o 2.2 Duratorq, com 150 cv de potência máxima e 38,2 kgfm de torque. Diferente do propulsor flex, ele tinha câmbio manual com 6 velocidades, além da tração 4×4 com opção reduzida. Na linha 2015, apenas a versão XLS tinha esse conjunto.

Finalmente, a Ranger 2015 também tinha o ótimo 3.2 Duratorq, que era o mais procurado entre seus conjuntos mecânicos e aquele que brigava de frente com as concorrentes S10 e Hilux.

Tal motor despejava 200 cv e 47,9 kgfm de torque máximo, tendo câmbio manual ou automático sempre com 6 velocidades e ainda a tração 4×4 com opção reduzida.

Ranger 2015 – desempenho

Confira abaixo o desempenho de cada versão da Ranger 2015 e suas muitas configurações disponíveis:

  • Ranger 2.5 Flex MT CS – 12,3 segundos e 172 km/h
  • Ranger 2.5 Flex MT CD – 12,5 segundos e 171 km/h
  • Ranger 2.2 Diesel MT – 17 segundos e 154 km/h
  • Ranger 3.2 Diesel MT CD – 11,1 segundos e 180 km/h
  • Ranger 3.2 Diesel AT CD – 11,6 segundos e 180 km/h

Ranger 2015 – consumo

Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos

Veja também como a Ranger 2015 se comportava quando o assunto era seu consumo de combustível:

CONSUMO URBANO:

  • Ranger 2.5 Flex MT CS – 4,1 km/l com etanol e 5,3 km/l com gasolina
  • Ranger 2.5 Flex MT CD – 4 km/l com etanol e 5,2 km/l com gasolina
  • Ranger 2.2 Diesel MT – 9,3 km/l
  • Ranger 3.2 Diesel MT CD – 9,2 km/l
  • Ranger 3.2 Diesel AT CD – 8,9 km/l

CONSUMO RODOVIÁRIO:

  • Ranger 2.5 Flex MT CS – 6 km/l com etanol e 7,7 km/l com gasolina
  • Ranger 2.5 Flex MT CD – 5,9 km/l com etanol e 7,6 km/l com gasolina
  • Ranger 2.2 Diesel MT – 11,3 km/l
  • Ranger 3.2 Diesel MT CD – 11 km/l
  • Ranger 3.2 Diesel AT CD – 10,8 km/l

Ranger 2015 – manutenção e revisão

Revisão

Custo

Custo

Custo

Quilometragem

Preços 2.5 Flex

Preços 2.2 Diesel

Preços 3.2 Diesel

10.000 km

R$ 839

R$ 999

R$ 1.019

20.000 km

R$ 839

R$ 999

R$ 1.019

30.000 km

R$ 1.679

R$ 1.359

R$ 1.519

40.000 km

R$ 929

R$ 1.149

R$ 1.119

50.000 km

R$ 929

R$ 1.149

R$ 1.119

60.000 km

R$ 2.019

R$ 1.429

R$ 1.619

Total

R$ 7.234

R$ 7.084

R$ 7.414

Ranger 2015 – ficha técnica

Motor

2.5 Flex

2.2 Diesel

3.2 Diesel

Tipo

Dianteiro, longitudinal, Etanol e Gasolina

Dianteiro, longitudinal, Turbo e Diesel

Dianteiro, longitudinal, Turbo e Diesel

Número de cilindros

4 em linha

4 em linha

5 em linha

Cilindrada em cm3

2488

2198

3198

Válvulas

16

16

20

Taxa de compressão

9,7:1

15,5:1

15,5:1

Injeção eletrônica de combustível

Multiponto

Direta

Direta

Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484)

Gasolina: 168 cv @ 5500 rpm / Etanol: 173 cv @ 5500 rpm

Diesel: 150 cv @ 3700 rpm

Diesel: 200 cv @ 3000 rpm

Torque Máximo Líquido (ABNT NBR 5484) 

Gasolina: 24,0 kgfm @ 4250 rpm /Etanol: 24,7 kgfm @ 4250 rpm

Diesel: 38,2 kgfm @ 1500 rpm

Diesel: 47,9 kgfm @ 1750 rpm

Transmissão

Tipo

Manual 5 marchas

Manual 6 marchas

Manual ou Automática de 6 marchas

Tração

Tipo

4×2 (traseira)

4×4 com reduzida

4×4 com reduzida

Freios

Tipo

Disco ventilado / Tambor

Disco ventilado / Tambor

Disco ventilado / Tambor

Direção

Tipo

Hidráulica

Hidráulica

Hidráulica

Suspensão

Dianteira

Braços sobrepostos

Braços sobrepostos

Braços sobrepostos

Traseira

Eixo rígido

Eixo rígido

Eixo rígido

Rodas e Pneus

Rodas

Liga Leve aro 16 ou 17

Liga Leve aro 16

Liga Leve aro 16 ou 17

Pneus

255/70 R16 ou 265/65 R17

255/70 R16

255/70 R16 ou 265/65 R17

Dimensões

Comprimento total (mm)

5351

5351

5351

Largura sem retrovisores (mm)

1850

1850

1850

Altura (mm)

1815 (CD) 1806 (CS)

1815

1815

Distância entre os eixos (mm)

3220

3220

3220

Capacidades

Porta-malas (litros)

1180 (CD) 1800 (CS)

1180

1180

Tanque (litros)

80

80

80

Carga útil, com 5 passageiros mais bagagem (kg)

1261 a 1341 (CD) 1455 (CS)

1114

1049, 1075 ou 1092 (CD)

Peso em ordem de marcha (kg)

1939 a 2075 (CD) 1745 (CS)

2075

2151, 2125 ou 2108 (CD)

Ângulo de entrada e saída (graus)

28/26

28/26

28/26

Ranger 2015 – fotos

Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos
Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos
Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos
Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos
Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos
Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos
Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos
Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos
Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos
Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos
Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos
Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos
Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos
Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos
Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos
Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos
Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos
Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos
Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos
Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos
Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos
Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos
Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos

© Noticias Automotivas. A notícia Ranger 2015: preços, motor, versões, consumo, equipamentos é um conteúdo original do site Notícias Automotivas.

Notícias Automotivas
Read More