São Paulo joga mal em Goiânia e é derrotado pelo Atlético Goianiense por 2 a 0

São Paulo joga mal em Goiânia e é derrotado pelo Atlético Goianiense por 2 a 0
COMPARTILHE!

A expectativa criada pelo São Paulo com o título paulista está sendo frustrada no início do Brasileirão. Com erros na saída de bola, pouca profundidade e más atuações individuais, a equipe perdeu para o Atlético Goianiense por 2 a 0, ontem, em Goiânia. Na estreia, já havia empatado com o Fluminense. Ou seja: soma um ponto em dois jogos. É pouco para um elenco que busca resgatar as glórias do passado após o fim do jejum de títulos.

A equipe continua sentindo falta de Benítez, o cérebro do time, que está machucado. Outras referências, como Reinaldo e Luciano, ficaram devendo. Além disso, o time errou muito na troca de passes, inclusive na saída de bola, revivendo traumas do ano passado

O Atlético soma oito jogos de invencibilidade (cinco vitórias e três empates) no torneio estadual, Copa Sul-Americana e no início do Brasileirão. Nos 25 jogos da temporada, a equipe só foi derrotada uma vez. No Brasileirão, o time de Goiás, bem treinado pelo técnico Eduardo Barroca, já soma duas vitórias.

As duas equipes buscaram uma marcação agressiva, forçando o erro do adversário. A ação do time goiano foi mais eficiente, a ponto de não deixar o rival respirar. Essa eletricidade – ou intensidade na palavra da moda – foi apenas uma das vantagens do Atlético.

A equipe de Goiás também foi mais precisa na jogada aérea. Foi assim que conseguiu abrir o placar depois de alguns lances perigosos. Aos 22, Éder aproveitou boa cobrança de falta de Natanael. Por outro lado, o gol sofrido mostra a lição de casa da defesa para os próximos: os últimos cinco gols pela equipe saíram de jogadas aéreas.

Com muita dificuldade para superar a esperta marcação, os jogadores de frente do São Paulo praticamente não finalizaram. Vale lembrar que o time apresentou mudanças importantes na escalação. A principal delas foi no ataque, com a entrada de Rojas no lugar de Pablo. No meio, Shaylon foi escalado como titular pelo quatro jogo consecutivo. Nenhum dos dois, no entanto, aproveitou a oportunidade no primeiro tempo. Pouco fizeram para o time sair da desvantagem. Falta va criação e profundidade. A principal chance do primeiro tempo foi um chute de fora da área de Luciano. Grande defesa de Fernando Miguel. Individualmente, alguns jogadores erraram mais que o normal. Isso também prejudicou muito a atuação da equipe.

Para tentar corrigir os problemas, o técnico interino Juan Branda fez mais mudanças (Hernán Crespo foi afastado por apresentar sintomas de gripe). No intervalo, o atacante Emiliano Rigoni, que estava no Elche, da Espanha, fez sua estreia. Mostrou potencial, mas não conseguiu mudar o rumo da partida.

Quando o São Paulo buscava o empate e ensaiava uma pressão principalmente pelo alto, a equipe sofreu o segundo gol. Tiago Volpi e Galeano erraram a saída de bola e João Paulo fez um bonito gol por cobertura: 2 a 0. O São Paulo ainda não venceu no Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-GO 2 x 0 SÃO PAULO

ATLÉTICO-GO – Fernando Miguel; Dudu, Nathan, Éder e Igor; William Maranhão, Marlon e João Paulo (Barralhas); Janderson, Natanael e Zé Roberto (Lucão). Técnico: Eduardo Barroca.

SÃO PAULO – Tiago Volpi; Bruno Alves, Miranda e Léo; Igor Vinícius (Galeano), Nestor, Shaylon (Rigoni), Sara e Reinaldo; Rojas e Luciano. Técnico: Juan Branda (auxiliar).

GOLS – Éder, aos 22 minutos do primeiro tempo; João Paulo, aos 33 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Natanael e William Maranhão (Atlético-GO); Igor Vinícius, Léo, Reinaldo e Nestor (São Paulo).

ÁRBITRO – Diego Lombo Lopez (BA).

RENDA E PÚBLICO – Jogo com portões fechados.

LOCAL – Estádio Antônio Accioly, em Goiânia (GO).

Notícias ao Minuto Brasil – Esporte
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *