Sylvinho não se apega a sistemas e admite pressa para acertar o Corinthians

COMPARTILHE!

Após três empates seguidos do Corinthians, o último deles contra o América-MG, o técnico Sylvinho terá que lidar com grande pressão durante esta semana, já que o jogo do próximo sábado, pela 22ª rodada do Brasileirão, será o clássico com o Palmeiras. Ainda sem conseguir extrair o melhor dos reforços que chegaram na última janela de transferências, o treinador não descarta fazer mudanças mais drásticas no time, pois sabe que é preciso ter pressa para que os investimentos feitos pelo clube tragam resultados.

No empate por 1 a 1 com o time mineiro, Sylvinho teve todos os principais jogadores à disposição, inclusive Willian, que estreou como titular e participou da jogada que originou o gol corintiano. Giuliano e Róger Guedes também começaram jogando, enquanto Renato Augusto entrou apenas no segundo tempo. Em busca de encaixar os quatro na escalação, o técnico avalia a possibilidade de utilizar novos esquemas que não comprometam o equilíbrio da equipe.

“Sistemas não se defendem por si. O futebol tem muita movimentação em campo, atletas fazendo duas funções, times atacando em um sistema e defendendo em outro. Esses atletas são ótimos, fazem as duas funções, dão superioridade numérica em algum setor do campo. Não me apego em sistema tático, qualquer momento que precisar de mudança não é um problema mudar”, afirmou.

Como o Brasileirão já está no segundo turno, Sylvinho não pode se dar ao luxo de demorar muito tempo para encontrar as soluções táticas necessárias. Com o atual elenco, a expectativa da torcida cresceu muito, colocando uma vaga na Libertadores como algo indispensável para a temporada, mas o técnico corintiano defende que ainda é preciso ter um pouco de paciência para o time se acertar, mesmo sabendo que é o momento pede pressa.

“O cenário ideal é um time que saiba se defender bem e um time que saiba construir bem, é uma conexão de atletas que a gente vai construindo, com calma, tranquilidade. Obviamente, o campeonato está andando e a gente tem pressa, evidentemente, mas respeitando o limite dos atletas, de tudo o que tem ocorrido, agora trabalhando com muito afinco, muita dedicação”, avaliou.

Sylvinho não descarta, por exemplo, utilizar o Willian mais centralizado, posicionamento adotado pelo jogador em momentos específicos do jogo contra o América. “É um atleta que tem a função de um externo pela direita, mas em outros já jogou pelo lado esquerdo, e pode jogar entre linhas. Quando a gente fala entre linhas não é um atleta de meio campo, mas um atleta que recebe essa bola entre o meio campo e o defensor adversário”, explicou.

Cheio de possibilidades na cabeça, Sylvinho sabe que terá que fazer pelo menos uma alteração para enfrentar o Palmeiras. Isso porque Gabriel foi expulso no domingo e terá que cumprir suspensão no clássico. A ausência do volante, titular absoluto, pode ser uma oportunidade para testar outras formações.

Em sexto lugar, com 30 pontos, o Corinthians pode terminar a rodada fora do G-6, dependendo do resultado da partida entre Fluminense e Cuiabá, nesta segunda-feira.

Notícias ao Minuto Brasil – Esporte
Read More