Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT
Anúncio Anúncio

Barty quebra seu recorde de aces, derrota americana e avança à semi em Adelaide

Curta nossa página e receba notícias em primeira mão!

Em um duelo de campeãs de Grand Slam pelas quartas de final do WTA 500 de Adelaide, preparatório para o Aberto da Austrália, o primeiro Grand Slam do ano, a local Ashleigh Barty mais uma vez mostrou por que é a número 1 do mundo e exibiu um grande tênis nesta sexta-feira para derrotar a americana Sofia Keinin em sets diretos, com parciais de 6/3 e 6/4.

Afiadíssima com o saque, Barty anotou 17 aces na partida, sua melhor marca da carreira. No set inicial ela não perdeu um ponto sequer com o primeiro serviço e terminou com 80% de aproveitamento. Não à toa, a australiana não enfrentou break-points contra, precisando apenas converter um dos cinco que teve a seu favor.

Nas semifinais, a australiana terá um páreo duro pela frente. Ela enfrentará a polonesa Iga Swiatek, cabeça de chave número 5 e atual campeã do torneio, que desde o ano passado não sabe o que é perder um set em Adelaide. A número 9 do mundo superou nesta sexta-feira a belarussa Victoria Azarenka, ex-líder do ranking da WTA e atual 27.ª colocada, por 6/3, 2/6 e 6/1.

A australiana venceu o único duelo anterior contra a polonesa, disputado no WTA 1000 de Madri do ano passado. “Eu amo a atmosfera aqui. Temos muitos poloneses aqui torcendo por mim, eu me sinto em casa. Isso é muito especial”, disse Swiatek, na entrevista em quadra. “Será um grande jogo. Posso jogar sem tantas expectativas contra a Ash, ela é uma grande jogadora. Não sei se a torcida estará contra mim, porque temos muitos poloneses aqui também”.

A outra semifinal em Adelaide será entre a casaque Elena Rybakina e a japonesa Misaki Doi. Sétima cabeça de chave do torneio e número 14 do mundo, Rybakina venceu a americana Shelby Rogers por 3/6, 6/3 e 6/2. Por sua vez, Doi é apenas a 105.ª do ranking e passou pela eslovena Kaja Juvan por 6/3, 4/6 e 7/6 (7-5).

EM MELBOURNE – Depois de duas vitórias tranquilas, ambas em sets diretos, a romena Simona Halep teve mais trabalho nas quartas de final do WTA 250 de Melbourne e precisou de três sets para bater a suíça Viktorija Golubic, fechando a partida com o placar final de 6/2, 5/7 e 6/4.

Nas semifinais, Halep irá medir forças com a chinesa Qinwen Zheng, atual 126 do mundo que veio do quali e já venceu três duelos na chave principal, o último deles nesta sexta-feira contra a croata Ana Konjuh, triunfando em dois apertados sets, ambos definidos no tie-break, com parciais de 7/6 (7/1) e 7/6 (8/6). Será a primeira vez que as duas se enfrentarão no circuito profissional.

No outro lado da chave, em seu retorno ao circuito profissional nesta semana, Naomi Osaka segue acumulando vitórias. Agora número 13 do mundo, a japonesa superou a alemã Andrea Petkovic, ex-Top 10 e atual 75.ª colocada, por 6/1 e 7/5.

“Essa é a razão pela qual eu vim jogar esse torneio. Era para me colocar em situações desafiadoras. Acho até que aprendi um pouco com ela durante o jogo porque ela não desistia de nenhum ponto, e foi muito legal ver isso. Acho que eu deveria fazer a mesma coisa e ver o que acontece”, disse Osaka, na entrevista em quadra, destacando a virada no segundo set.

Na semifinal, Osaka terá um confronto inédito contra a russa Veronika Kudermetova, 31.ª do ranking, que venceu a compatriota Anastasia Potapova por 6/2, 4/6 e 6/0. “Vou assistir aos vídeos de jogos dela, é claro, mas tenho que focar em mim mesma. E também em dormir bem. Na verdade, eu entrei em quadra hoje com um pouco de sono. Espero que todos aqui possam voltar em segurança para suas casas”, comentou a tenista.

Notícias ao Minuto Brasil – Esporte
Read More

COMPARTILHE!