Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT
Anúncio Anúncio

Luxuosos com 1 milhão de km provam que eletrônica não é problema

Curta nossa página e receba notícias em primeira mão!

Luxuosos com 1 milhão de km provam que eletrônica não é problema

Quanto mais eletrônica, mais problemas? Muita gente acredita que sim, especialmente quando se observa um carro de luxo usado com muitos quilômetros ou anos nas costas.

Defeitos na parte elétrica e também na eletrônica dos muitos sistemas de segurança e conforto são comuns, independente da marca. Alguns têm mais, outros menos.

Então, o que dizer que modelos que carregam uma excessiva carga de sistemas de bordo avançados, após um milhão de km rodados?

Para muitos carros, só alcançar a marca de 1.000.000 km no hodômetro em si, já é uma proeza enorme, que dirá com carros onde tudo é eletrônico e sem ter problemas que os deixassem na oficina.

Há pouco tempo, dois carrões de luxo passaram essa marca sem problemas graves. Os dois modelos, alemães, inclusive possuem uma característica em comum: são movidos a diesel.

Na Espanha, um Mercedes-Benz Classe S rodou tanto quanto seus parentes de rodado duplo na traseira, chegando a 1.006.727 km quando anunciado por um revendedor.

O carro é da versão S350 BlueTec, que tem um V6 3.0 turbo diesel de 258 cavalos e mais de 60 kgfm de torque, cuja média de consumo é de 17,5 km/l.

O topo de linha da Mercedes-Benz pode ser visto no vídeo e prova que não foi alterado pelo desgaste no couro de volante, portas e bancos. Afinal, são 1.000.000 km, né?

Luxuosos com 1 milhão de km provam que eletrônica não é problema

Pensando em diesel e Europa, imaginamos que a façanha seja devido às condições de rodagem do país, combustível, pós-venda diferenciado, etc. Bem, esqueça isso diante de um BMW 530d argentino.

Com único dono há mais de 11 anos, o BMW 530d rodou mais de um milhão de km em Córdoba e região, tendo o proprietário feito mais de 100 revisões num único revendedor.

Todavia, o BMW 530d — que tem um seis em linha 3.0 de 235 cavalos — em questão teve apenas um problema que deixou seu dono a pé. A bateria simplesmente apagou de uma hora para outra.

Ao investigar o motivo, ele descobriu que ainda era a célula de chumbo-ácido original do BMW e que sua vida útil era de 500.000 km. Detalhe: 530d tinha na ocasião, 505.000 km!

O proprietário não acreditou que a bateria durasse tanto e agora, com mais de um milhão de km, provavelmente irá trocar a segunda unidade.

Acostumado a trocar de carro há cada dois anos, agora ele não tem previsão de comprar outro, após mais de uma década com seu BMW 530d.

Cuidados com o carro são essenciais, assim como um plano de manutenção seguido à risca, são parte do caminho para alcançar essa marca respeitável.

Qual foi sua maior quilometragem com um carro?

[Fonte: Diário Motor]

© Noticias Automotivas. A notícia Luxuosos com 1 milhão de km provam que eletrônica não é problema é um conteúdo original do site Notícias Automotivas.

Notícias Automotivas
Read More

COMPARTILHE!