Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT
Anúncio Anúncio

Scooter elétrica (2022): modelos, preços, opções, regulamentação

Curta nossa página e receba notícias em primeira mão!

Scooter elétrica (2022): modelos, preços, opções, regulamentação

O mercado de motos no Brasil tem vários modelos de scooter elétrica, contudo, a grande maioria é de produtos classificados como ciclomotores e motonetas, com velocidade acima de 50 km/h.

Muitas dessas motocicletas são importadas por lojas pequenas, sendo adquiridas de fabricantes chineses e vendidas regionalmente com marcas bem localizadas, sendo conhecidas apenas na região.

A garantia e o suporte técnico fica a cargo dessas lojas e assim, o mercado de scooter elétrica no Brasil segue num ritmo totalmente desconhecido de vendas, marcas e produtos.

Isso ficou notório também com os ciclomotores, aqueles a gasolina e de até 50 cm³, que tinham volumes expressivos no país, mas em quantidade sem registro. Motivo? Não se exigia o emplacamento, licenciamento e CNH categoria A.

Com a mudança da legislação, algumas marcas chegaram mesmo a ameaçar players como Honda e Yamaha, tamanha a quantidade de “cinquentinhas” que foram registradas.

Scooter elétrica (2022): modelos, preços, opções, regulamentação

Todavia, no caso do scooter elétrico, a coisa não mudou exatamente…

Ainda que também sejam obrigadas a cumprir a mesma regra dos ciclomotores, via de regra boa parte circula sem qualquer registro, placa, etc. O mesmo acontece com os veículos que se parecem com patinetes grandes e possuem pneus largos.

Marcas como a Shineray, por exemplo, conhecida nacionalmente, só recentemente abriu sua primeira loja em São Paulo, por exemplo.

Ela tem fábricas no Amazonas e Pernambuco, mas boa parte de seus produtos nem é listado em seu site, sendo conhecidos apenas por vídeos de vendedores. Mesmo assim, a Shineray é a terceira marca mais vendida do país…

A Voltz, outra marca destacada, tem uma rede pequena, mas boa proposta para o futuro, usando as vendas online e entregas no domicílio do cliente como alternativa. A Bull usa as lojas de varejo para vender suas motos.

Scooter elétrica (2022): modelos, preços, opções, regulamentação

Já a Super Soco até tem um representante, mas algumas de suas motos são vendidas pela internet também regionalmente. A marca chinesa, no entanto, apresenta produtos de boa qualidade.

A GWS tem sede no interior de São Paulo e alguns produtos já foram mostrados aqui no NA e baseia suas vendas pela internet.

Baseando-se nessa realidade do mercado, listamos modelos de scooter elétrica que podem ser encontradas com maior facilidade e já conhecidos de boa parte do público, incluindo alguns ciclomotores.

Novamente, é importante saber que, em determinadas regiões do Brasil, adquirir de marcas locais é uma vantagem, mas também um risco, caso a loja ou pseudo-montadora feche as portas.

Confira abaixo as opções que existem no mercado nacional.

Shineray SE1 Chumbo

Scooter elétrica (2022): modelos, preços, opções, regulamentação

A Shineray SE1 Chumbo é a única scooter do mercado com baterias de chumbo-ácido e, mesmo assim, custa R$ 10.990. Trata-se de um preço elevado para uma tecnologia de bateria comum de carro, contudo, o produto tem uma boa performance.

Com autonomia de 80 km, a SE1 Chumbo tem velocidade final de 60 km/h e sua bateria pode ser completamente carregada em 7 ou 8 horas. Ela pesa 123 kg e pode levar duas pessoas.

Tendo um visual moderno, possui luzes de LED, assim como disco de freio dianteiro em estilo pétala, preso ao aro e não ao cubo. Na roda traseira, além do motor elétrico indutivo, há também outro disco de freio.

A Shineray SE1 Chumbo tem compartimento para capacete sob o banco, assim como apoio lombar para o garupa. Seu painel também é digital e há um piso plano para o condutor ficar mais confortável.

Shineray SE1 Lítio

Scooter elétrica (2022): modelos, preços, opções, regulamentação

Com visual futurista, especialmente com o conjunto ótico frontal em LED num formato de “X”, a Shineray SE1 Lítio difere muito do modelo SE1 Chumbo, tendo uma proposta mais esportiva, incluindo ainda um painel digital mais avançado.

Tendo bateria de lítio, como indica o nome, a SE1 Lítio tem autonomia menor, com 60 km de alcance, apesar de manter a velocidade da irmã mais barata.

Custando altos R$ 13.490, a scooter elétrica é oferecida em três cores e pode ser recarregada de 6 a 8 horas.

Por ter uma bateria menor e mais leve, pesa apenas 86 kg numa comparação com a irmã “de chumbo”. Tal como esta, seu motor elétrico de indução contínua tem 2.000 watts de potência ou 2,71 cavalos.

Shineray SE2

Scooter elétrica (2022): modelos, preços, opções, regulamentação

Menor que as duas irmãs acima, a Shineray SE2 também alcança 60 km e tem final de 60 km/h, sendo alimentada por uma bateria de lítio.

Pesando 84 kg, essa scooter elétrica tem motor da Bosch de 2.300 watts, o que equivale a 3,12 cavalos.

Minimalista, a Shineray SE2 tem freios a disco ventilados e painel digital num pequeno display, além de um bagageiro minúsculo sob o banco duplo.

O farol quadrado tem luz diurna em LED, enquanto a traseira tem lanterna única com piscas integrados.

Com mesmo preço da SE1 Lítio, ou seja, R$ 13.490, é uma opção descolada para apenas um ocupante e conta com as cores verde, azul, vermelha e branca.

Voltz EV1-Sport

Scooter elétrica (2022): modelos, preços, opções, regulamentação

Na promissora Voltz, a scooter elétrica EV1-Sport é a proposta mais urbana e versátil da marca brasileira, que oferece um modelo com design bem moderno, usando luzes diurnas em LED e guias de LED na traseira, além de farol e lanterna em diodos.

A EV1-Sport tem velocidade final de 75 km/h e autonomia de 100 km (35 km/h de média), porém, há uma segunda opção com alcance de 180 km, usando uma segunda célula de energia.

Ambas podem ser retiradas e carregadas em casa. Trata-se da scooter elétrica mais capaz do mercado.

Com preços a partir de R$ 14.990, a Voltz EV1-Sport pode ser recarregada em 5 horas, tendo ainda espaço adicional entre o banco e o guidão quando não equipada com uma das baterias.

No entanto, o espaço sob o assento pode ser reduzido com a segunda bateria.

Bull Eko City

Scooter elétrica (2022): modelos, preços, opções, regulamentação

A marca brasileira Bull Motors, do Centro-Oeste, tem a linha Íon de scooter elétrica e três modelos, sendo a Eko City sua opção de acesso. Com estilo inspirado na clássica italiana Vespa, a motoneta chama atenção pelo farol de LED triangular.

Além disso, traz ainda rodas de liga leve aro 10 polegadas com estilo diferenciado, tendo ainda freio a disco dianteiro. O motor elétrico tem 1.200 watts, o que garante velocidade final de 45 km/h.

O destaque dessa scooter elétrica, no entanto, é a bateria de grafeno, uma tecnologia realmente muito nova. Suportando até 1.000 ciclos de carga, ela garante autonomia de 60 km.

Na Eko City, destaca-se ainda o banco duplo com apoio lombar e painel digital. Segundo a Bull, seu custo por km rodado é de apenas R$ 0,02. Seu preço é de R$ 11.499.

Bull Eko Sport

Scooter elétrica (2022): modelos, preços, opções, regulamentação

Com visual muito exclusivo, a Bull Eko Sport é outra da linha Íon e chama atenção pelo farol dianteiro retangular com piscas, além de luzes diurnas.

Tendo 3 modos de condução, como na Eko City, tem display digital de 7 polegadas como cluster no guidão.

Essa scooter elétrica da Bull tem bagageiro bem grande com 26 litros sob o assento, assim como freios a disco e entrada USB, outro item presente Eko City.

Tendo motor de 1.200 watts e bateria de grafeno, o modelo Eko Sport tem autonomia de 65 km.

Tal como a City e pesando 90 kg, a Eko Sport é limitada a 45 km/h. Ela custa R$ 13.499.

Bull Eko Hunter

Scooter elétrica (2022): modelos, preços, opções, regulamentação

Por fim, o trio de scooter elétrica da Bull Motors é completado pela Eko Hunter, um modelo maior, focando na esportividade e na aventura.

Tem conjunto ótico frontal em LED com quatro projetores, além de rodas esportivas.

Seu motor elétrico tem mais potência, entregando 2.000 watts ou 2,17 cavalos.

Apesar de ser a maior, ela tem somente disco de freio na frente. Também não é a mais cara, tendo preço de R$ 12.749.

Com final de 45 km/h, a Eko Hunter garante 60 km de autonomia com a bateria de grafeno.

No pacote, ela traz ainda sensor crepuscular, o que é uma vantagem no dia a dia. Pesando 130 kg, ela tem uma tocada melhor que as irmãs.

Super Soco CU

Scooter elétrica (2022): modelos, preços, opções, regulamentação

Além da bela TC Max, a Super Soco — marca chinesa de motos elétricas — tem no Brasil três modelos de scooter elétrica.

Todas são baseadas num projeto único, sendo o modelo CU a opção de entrada com bateria de lítio e motor Bosch.

Com autonomia de 50 km e velocidade limitada a 55 km/h, a Super Soco CU tem a célula de energia removível e painel em LCD.

Também tem alarme, bloqueio eletrônico e alça de aço para o garupa.

No visual, chama atenção pelo farol de LED integrado ao guidão, com luzes diurnas em LED incorporadas.

Na traseira, existem feixes de LED verticais, que dão um toque especial no estilo da CU.

Seu preço em algumas lojas virtuais é de R$ 19.990.

Super Soco CUX

Scooter elétrica (2022): modelos, preços, opções, regulamentação

Diferente da CU, a scooter elétrica Super Soco CUX tem motor mais potente e velocidade final de 65 km/h. Sua autonomia também é maior, chegando a 70 km/h.

Com bateria removível, a motoneta tem ainda recarga completa em apenas quatro horas.

Disponível nas cores cinza, grafite, branca e vermelha, ela tem como destaque o banco duplo e piso plano para o condutor, além de frente limpa e rodas de liga leve aro 12 polegadas, com freios a disco.

Com visual bem estiloso, a CUX tem ainda porta-trecos no escudo frontal, permitindo assim levar smartphone e outros pequenos objetos. A Super Soco CUX tem entrada USB para carregamento de dispositivos móveis.

Em sites de venda de motos, a CUX é oferecida por R$ 24.990, um preço elevado, mas ainda assim na realidade do setor.

Super Soco CUX Ducati

Scooter elétrica (2022): modelos, preços, opções, regulamentação

Numa série especial lançada em parceria com a italiana Ducati, a chinesa Super Soco prestou homenagem ao fabricante europeu do grupo Volkswagen. A CUX Ducati tem as cores características da marca.

Ela se destaca pelos detalhes em preto, como as rodas de liga leve e o guidão, tendo carenagem integrada acomodando o conjunto ótico de LED. Com o nome Ducati estampado nas laterais, essa scooter elétrica agrada visualmente.

Pesando 70 kg, possui motor elétrico de 2.788 watts ou 3,79 cavalos. Seu preço era de R$ 20.800, mas ainda não se sabe se existem unidades disponíveis realmente.

Com essa opção, a Super Soco tem um trio de scooters realmente interessante e com estilo correspondente com a qualidade, superior a muitas rivais chinesas.

GWS K2000V

Scooter elétrica (2022): modelos, preços, opções, regulamentação

Com estilo inspirado na clássica Lambretta italiana, a GWS K2000V é o modelo de entrada da marca brasileira.

Retrô, a motoneta é uma scooter elétrica apreciável por seu visual e elegância.

Tem motor elétrico de 2.000 watts e alcança 70 km/h, além de garantir 70 km de autonomia.

Sua bateria de lítio é recarregada totalmente em 9 horas, o que é um tempo muito grande.

Ela tem farol circular em LED, rodas de liga leve e freio dianteiro a disco. Há também espaço para capacete sob o assento do piloto.

A GWS K2000V pode levar duas pessoas e sua capacidade máxima é de 200 kg. Tendo garantia de 3 anos, ela custa R$ 12.300.

GWS K2000DL

Scooter elétrica (2022): modelos, preços, opções, regulamentação

Intermediária entre as K2000V e K4000RP, a K2000DL é uma scooter elétrica que chega a ter suspensão dianteira a gás, bem como freios a disco combinados.

Seu motor elétrico de 2.000 watts lhe permite alcançar 60 km/h.

Com opção de uma ou duas baterias, a autonomia dessa scooter da GWS chega a 150 km.

Contudo, quanto maior o alcance, igualmente aumenta o tempo de recarga e ela é de 10 horas nesse modelo.

Tendo um bauleto na rabeta para compensar a perda de espaço sob o assento, devido à bateria adicional, a K2000DL conta com rodas esportivas, faróis e lanterna em LED, cores chamativas e painel digital.

Na K2000DL, o preço sugerido é de R$ 22.900. Numa versão de 4.000 watts, ela chega a ótimos 110 km/h, o que lhe permite até enfrentar alguns trechos de estrada e até 150 km de alcance.

GWS K4000RP

Scooter elétrica (2022): modelos, preços, opções, regulamentação

A GWS K4000RP é o maior modelo da marca, com motor elétrico de 4.000 watts, que confere 5,44 cavalos.

Com bateria de lítio grande, dispõe de autonomia de 150 km e velocidade final de 70 km/h.

Seu tempo de recarga completa é de 10 horas, o que é bem longo.

A K4000RP conta também com visual atraente, remetendo aos modelos chineses de melhor qualidade, ainda que não se conheça melhor seus detalhes.

Tem bauleto atrás do garupa, espaço sob o assento duplo e conjunto ótico com farol bem grande.

Os freios são a disco ventilado com sistema de frenagem combinado, garantindo assim maior segurança.

Com luzes de LED e entrada USB, a K4000RP tem garantia de 3 anos e preço sugerido de R$ 26.300.

© Noticias Automotivas. A notícia Scooter elétrica (2022): modelos, preços, opções, regulamentação é um conteúdo original do site Notícias Automotivas.

Notícias Automotivas
Read More

COMPARTILHE!