Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT
Anúncio Anúncio

Paulo Sousa usa 24 jogadores e reforça Carioca como laboratório no Flamengo

Curta nossa página e receba notícias em primeira mão!

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) – Em início de trabalho no Flamengo, o técnico Paulo Sousa tenta usar as partidas do Campeonato Carioca para implementar ideias e compensar a falta de tempo para uma pré-temporada. Não à toa, ele já testou 24 jogadores em quatro jogos.

Desde a sua estreia, na vitória por 3 a 0 sobre o Boavista, o português deixou claro que esse início de caminhada seria marcado pelo equilíbrio de carga entre os atletas e a fixação de conceitos de jogo, e o campeonato tem sido a plataforma para colocar isso em prática.

Na goleada por 5 a 0 sobre o Nova Iguaçu, Fabrício Bruno foi a cara nova da vez. Além dessas duas vitórias citadas, o português esteve à beira do campo no triunfo sobre o Audax-RJ e na derrota para o Fluminense. Antes, Fábio Matias esteve à frente de um time de garotos por duas rodadas.

Ainda em processo de adaptação ao futebol brasileiro, Sousa tenta quebrar o paradigma de que precisa ter um time titular quase fixo e deixa claro que suas ideias dependem da compreensão de todo o grupo. Seja pelo calendário ou pela necessidade de mudar jogos, ele quer todos munidos das mesmas ferramentas.

“Vejo o jogo de uma forma diferente, procuro entender a cultura. A forma que vejo o jogo é que a equipe base é o meu elenco, com todos que estão disponíveis e entendem o conceito Em uma temporada longa, temos de deter todos disponíveis, motivados e com conhecimento”, disse Sousa.

“Os processos são esses. Nunca escondi, desde o início, seja no interior da equipe, seja publicamente. A equipe sabe o nosso modelo de jogo, sabe o que pretendemos. Sobretudo queremos ter domínio e criar oportunidades de gols. Nós vamos tendo cada vez mais um bom número de jogadores com mais minutos.”

Mesmo após ouvir suas primeiras vaias, contra o Audax, o português não cedeu um milímetro no conceito estabelecido. Ciente de que a maratona de jogos já irá impor uma decisão de título ao Flamengo, ele sabe que o Carioca é a oportunidade para fazer ajustes de olho na Supercopa.

No próximo domingo (20), os rubro-negros irão decidir a taça contra o Atlético-MG. Antes disso, em compromisso a partir das 15h30 desta quarta-feira (16), a equipe fará os ajustes finais diante do Madureira, em Conselheiro Galvão, na abertura da sétima rodada do Estadual.

“O ideal é que tenhamos de cinco a seis semanas de pré-temporada, com seis ou sete jogos para podermos consolidar muitos processos. Aqui, não temos tempo para fazer isso, e é nessa competição que estamos oferecendo a nossos jogadores a oportunidade de ir crescendo”, afirmou ele.

Do grupo que trabalha no dia a dia com o comandante, Rodrigo Caio, Bruno Henrique, Diego Alves, Ramon, Matheus França e Matheus Cunha foram os únicos ainda não acionados, mas é fato que todos terão oportunidades. No caso dos três primeiros, as escolhas foram motivadas por questões de ordem física.

“O Diego tem uma semana contínua de treinos, daí a decisão pelo Hugo Souza. Diego terá sua oportunidade, a temporada é longa. É difícil o goleiro poder jogar todos os jogos”, afirmou o treinador. O arqueiro veterano, que estava com dores no joelho esquerdo, agora já aparece à disposição.

Estádio: Conselheiro Galvão, Rio de Janeiro (RJ)

Horário: 15h30 desta quarta-feira (16)

Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda

Notícias ao Minuto Brasil – Esporte
Read More

COMPARTILHE!