Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT
Anúncio Anúncio

Secretário se reúne na Zona Franca de Dubai em busca de soluções para ZPE de Cáceres

Curta nossa página e receba notícias em primeira mão!

Secretário se reúne na Zona Franca de Dubai em busca de soluções para ZPE de Cáceres

Governo de Mato Grosso retomou as obras da ZPE em fevereiro de 2020, com investimento aproximado de R$ 16 milhões


Laice Souza

| Secom-MT

Comitiva de MT se reúne com DP World para buscar soluções para ZPE de Cáceres – Foto por: Secom-MT

Comitiva de MT se reúne com DP World para buscar soluções para ZPE de Cáceres

O secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, Cesar Miranda, se reuniu nesta quinta-feira (17.02), em Dubai, com representantes da DP World, que administra o Porto de Jebel Ali e a Zona Franca de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

O objetivo do encontro foi buscar exemplos e soluções efetivas para colocar a Zona de Processamento e Exportação (ZPE) de Cáceres em funcionamento. O Governo de Mato Grosso retomou as obras da ZPE em fevereiro de 2020, após 30 anos de paralisações, com investimento aproximado de R$ 16 milhões.

“Já estamos com 70% da parte administrativa da ZPE de Cáceres pronta, com inauguração prevista ainda no primeiro semestre deste ano, e precisamos buscar soluções para a operacionalização do local, tanto administrativa, como de logística. O exemplo de sucesso da Zona Franca de Dubai nos oportuniza pensar em um projeto para Mato Grosso”, destacou. 

Outro ponto positivo do encontro foram as perpectivas para as empresas de Mato Grosso ampliarem seus negócios nos Emirados Árabes, utilizando o Porto e a Zona Franca de Dubai para venderem seus produtos, ou como um hub para países da Africa Central e Oriente Médio. 

“Somos responsáveis por 33% da atividade econômica de Dubai, uma movimentação anual de mais de 100 bilhões de dólares. São mais de 8 mil empresas que estão localizadas na Zona Franca e que oferecem serviços de logistica e armazenamento”, explicou o representante da DP Word, Thiery Vartormme, acrescentando que outra grande facilidade é que o porto e a zona franca estão interligados ao aeroporto de cargas. 

O mercado da região, segundo Thiery, está aberto para ampliar novos contratos e diversificar fornecedores. “A região necessita de segurança alimentar e a ampliação dos negócios é estimulada pelo governo. O que está em franca expansão é o comércio de proteína de frango, pois 60% do que eles consomem é originário do Brasil”, afirmou. 

“O que buscamos é ampliar as oportunidades para a nossa indústria e para os produtores. Isso pode gerar mais empregos e oportunidades em nosso Estado”, reforçou Cesar Miranda. 

Além do frango, o mercado também está aberto para as demais proteínas animal e vegetal. 

Para a vice-presidente da Aquamat, Patrícia D’Oliveira Marques, o mercado do Oriente Médio é uma grande oportunidade para os produtores mato-grossenses. “É um leque de oportunidades que se abre para o nosso peixe. Prospectar mercados pode transformar a nossa economia e, consequentemente, dar um destino rentável para a nossa produção”, ponderou. 

A visita técnica foi organizada pela Confederação Nacional da Agricultura (CNA) e contou com a presença de integrantes da delegação de São Paulo, da secretária de Comunicação, Laice Souza, do presidente da MTPar, Wenner Santos, do representante do Imac, Bruno  de Jesus Andrade, e da assessora de Assuntos Internacionais de Mato Grosso, Rita Chiletto.

C

Governo do Estado de Mato Grosso
Read More

COMPARTILHE!