Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT
Anúncio Anúncio

Thiago Monteiro é uma das maiores esperanças do tênis brasileiro no Rio Open

Curta nossa página e receba notícias em primeira mão!

Tenista brasileiro mais bem ranqueado na ATP, Thiago Monteiro, 106.º no mundo, estreia nesta terça-feira no Rio Open contra o argentino Sebastian Baez (número 72 do ranking da ATP) em busca de um feito inédito: tentar levar o Brasil para uma final do torneio pela primeira vez em oito edições. Mas o jogo promete ser duro: o jogador de 21 anos venceu o brasileiro duas vezes no ano passado em finais de torneios challenger, em Buenos Aires e Campinas (SP), e vem de duas vitórias no qualifying da competição carioca.

Marcada para iniciar às 19 horas na Quadra Guga Kuerten, a principal do torneio, a partida de estreia vem com uma boa dose de ansiedade para Thiago Monteiro. “O retorno do Rio Open é uma motivação muito grande para mim, e também para todos os brasileiros. Poder jogar em casa em num evento muito bacana, o maior da ATP na América do Sul. Venho bem preparado, tive um bom início de ano, com algumas vitórias na Austrália. Na segunda rodada (na Argentina) escapou, mas tive uma boa estreia. Quero ir dia após dia, seguir evoluindo”, disse o jogador.

Ainda que o equilíbrio deva ser a marca desta edição do Rio Open – e que a presença de cinco tenistas entre os 20 melhores do mundo diminua as chances dos menos cotados -, fazer uma boa campanha é uma possibilidade real para Monteiro. Há seis anos, na mesma quadra onde atuará nesta terça, ele derrotou o francês Jo-Wilfried Tsonga, então cabeça de chave número 3 da competição.

“Tenho de acreditar que é possível, sim, ir longe. Venho treinando para isso, me preparando bastante. Cada jogo é uma história diferente. O tênis é uma caixinha de surpresa a cada semana, às vezes um do qualifying vence um favorito. Tem de acreditar”, reforçou o tenista cearense.

Para isso, ele espera contar com o carinho do torcedor. “É uma sensação diferente, uma energia positiva muito boa que eu sinto. O pessoal se envolve bastante, apoia bastante. É um torneio extremamente duro, cada jogo é uma batalha.” Nas primeiras partida da competição, segunda-feira, o público compareceu aos jogos e se fez notar.

Além de tentar fazer história no Rio Open, o tenista também quer usar a competição como uma prévia do qualifier da Copa Davis, que acontece no início do próximo mês no Parque Olímpico da Barra, também no Rio de Janeiro. A equipa brasileira enfrentará a alemã. “Vai ser um confronto bem duro contra a Alemanha. Eles têm três caras aí entre os 50, 60 e 70 (do mundo), uma dupla muito boa também. Mas temos boas chances, por jogar em casa, por poder escolher as condições que nós gostamos. Também temos uma equipe boa e vai ser bem parelho. Queremos muito nos classificar para o Grupo Mundial”, sustentou Monteiro.

Notícias ao Minuto Brasil – Esporte
Read More

COMPARTILHE!