Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT
Anúncio Anúncio

OnlyFans restaura contas de criadores russos banidas devido guerra na Ucrânia

Curta nossa página e receba notícias em primeira mão!

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O OnlyFans restaurou segunda-feira (27) as contas de criadores de conteúdo adulto de todos os países. Russos reclamaram no fim de semana que tiveram suas contas bloqueadas em meio a sanções financeiras impostas ao país após a Guerra com a Ucrânia, iniciada no dia 24 de fevereiro, segundo a Rolling Stone.

No domingo (27), vários criadores de conteúdo afirmaram que não podiam compartilhar novos vídeos e acessar o dinheiro ganho por meio de suas contas OnlyFans. Segundo eles, a mensagem enviada pelo suporte do OnlyFans informava que o país não era compatível com pagamentos e que não poderia ajudar no momento.

A usuária Bunnie Mommy disse à revista Roling Stone que perdeu mais de US $ 8.000 (cerca de R$ 41 mil) com a sanção financeira à Rússia. “No curto prazo, não tenho dinheiro para viver. Muitas modelos são confrontadas com isso, ninguém pensou que poderia acontecer”, disse Bunnie Mommy.

Nesta segunda, o porta-voz do OnlyFans informou que as contas terão funcionalidades completas enquanto a empresa continuar a ter métodos de pagamento para apoiá-las. “Não estávamos encerrando ou suspendendo nenhuma conta de criador com base na localização do criador e estamos fazendo tudo o que podemos para apoiar nossa comunidade”, disse o porta-voz da empresa.

A notícia é um alívio para muitos criadores de conteúdo que afirmaram estar passando por dificuldades financeiras. Uma delas, identificada como Kitty, disse ao Daily Beasts que não tem dinheiro para comprar comida ou pagar meu aluguel porque vive com o que ganha na plataforma. “Participei de vários protestos desde que me mudei para Moscou aos 18 anos. Não somos Putin! Todas as minhas orações pela paz e pelo povo da Ucrânia.”

Alana Evans, presidente do APAG (Sindicato de Artistas Adultos Adult Performers’ Artists Guild), afirmou que sua equipe tem recebido reclamações de muitos criadores russos, bielorrussos e ucranianos, que tiveram suas contas congeladas. Ela diz que recebeu “centenas” de mensagens que o grupo está procurando maneiras de trabalhar com outras organizações e arrecadar ajuda para profissionais do sexo de ambos os lados afetados pela guerra.

COMPARTILHE!