Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT
Anúncio Anúncio

Acidente que matou Freddy Rincón segue sem respostas; o que se sabe

Curta nossa página e receba notícias em primeira mão!

SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) – Uma semana depois, o acidente automobilístico que vitimou Freddy Rincón ainda não foi esclarecido pelas autoridades colombianas. Há dúvidas centrais sobre o ocorrido, como o número de pessoas dentro do carro e se o ex-jogador era ou não o condutor do veículo na hora da colisão. Abaixo, o UOL Esporte lista o que se sabe e o que ainda é uma incógnita no caso.

Onde Rincón estava antes da batida?

Segundo Vladimir Mosquera, um amigo de Rincón, o jogador passou a noite de domingo (10) com alguns amigos na casa de um deles -Harold Saa, um músico de salsa. O encontro era um hábito do grupo, que frequentemente se reunia no local para conversar e ver jogos de futebol, e teria terminado por volta das 23 horas. O que a investigação tenta esclarecer são os detalhes do que aconteceu depois, nas seis horas seguintes até o acidente.

Quem dirigia a camionete?

O automóvel em que Freddy Rincón estava foi atingido do lado direito por um ônibus municipal, na madrugada da segunda-feira passada (11). A colisão aconteceu em um cruzamento da cidade de Cali e foi flagrada por câmeras de segurança, que mostraram que a camionete furou um farol vermelho antes da batida. Ainda não está claro, no entanto, quem estava dirigindo.
Uma mulher que estava dentro do carro diz que Rincón era o motorista. A versão vai ao encontro do que publicou o jornal colombiano El Tiempo ontem (17): que consta em documentos oficiais que o resgate encontrou Rincón desacordado no banco do motorista.

Por outro lado, testemunhas oculares dizem ter visto o ex-jogador ser resgatado do banco do carona. A expectativa é que a autópsia do corpo esclareça em definitivo se Rincón dirigia ou não na hora da colisão, com base nas lesões sofridas e combinada ao padrão das ferragens e ao ângulo de colisão do automóvel com o ônibus.

Quem estava com Rincón no carro?

A investigação já estabeleceu que havia ao menos três pessoas dentro do carro, mas podem ter sido quatro ou até cinco o número total de passageiros. Além de Rincón, estavam no carro duas mulheres já identificadas: María Manuela Patiño, de 20 anos, e Lorena Cortés, de 40 anos.

Segundo o jornal El Tiempo, Cortés depôs na polícia dizendo que Rincón ia dirigindo e que havia cinco pessoas dentro do carro -não três. Não há informações sobre o depoimento de Patiño, e a identidade das outras duas pessoas ainda é indefinida. Como o acidente deixou uma vítima, todas as provas e a apuração como um todo são mantidas sob sigilo de investigação.

Um investigador confirmou à imprensa que duas pessoas não identificadas saíram da camionete após o acidente e, em poucos minutos, tomaram um táxi e deixaram o local. A polícia já tem a placa do táxi e está atrás de encontrar estas duas pessoas. Também não está claro porque uma das passageiras da camionete, María Manuela Patiño, foi por conta própria ao hospital em vez de esperar a ambulância.

ENTERRO

Ídolo do Corinthians e da seleção colombiana, Freddy Rincón foi enterrado no último sábado (16) após receber as últimas homenagens de fãs e familiares em um velório realizado no Estádio Olímpico Pascual Guerrero, na cidade de Cali. O ex-jogador morreu aos 55 anos.

Notícias ao Minuto Brasil – Esporte
Read More

COMPARTILHE!