Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT
Anúncio Anúncio

Trae Young brilha e leva Hawks aos playoffs; Pelicans viram e eliminam Clippers

Curta nossa página e receba notícias em primeira mão!

Atlanta Hawks e New Orleans Pelicans são os últimos classificados para os playoffs da NBA. A dupla se garantiu com viradas diante de Cavaliers e Clippers, respectivamente, na noite de sexta-feira. Destaque para um segundo tempo fantástico de Trae Young em Cleveland e para a mão certeira de Brandon Ingram, em Los Angeles.

Os Hawks, finalistas da Conferência Leste há um ano – levaram 4 a 2 docamepão Milwaukee Bucks -, alcançaram a oitava colocação do Leste e vão enfrentar o Miami Heat. Já no Oeste, os Pelicans voltam aos playoffs após quatro temporadas para desafiar o forte Phoenix Suns, atuais vice-campeões.

Jogando fora de casa, o Atlanta começou em ritmo mais lento. E ainda levou um baque com a lesão no joelho do pivô Clint Capela. Os arremessos sempre importantes de Trae Young não queriam cair e o time foi para o intervalo com desvantagem de 10 pontos (61 a 51), com somente 6 pontos do armador.

O camisa 11 retornou do descanso mostrando que não é chamado de “frio” por acaso. Ciente da aposta do time em seu poder de desequilíbrio, Young anotou 16 pontos no terceiro quarto para deixar o jogo empatado em 84. Repetiu a dose no decisivo período para fechar a noite com 38 pontos em triunfo de 107 a 101.

“Ele (Trae Young) fez arremessos do círculo impressionantes”, se maravilhou e ao mesmo tempo lamentou, o técnico do Cleveland, JB Bickerstaff.

Já do outro lado era pura festa. “Trae tem muita confiança em seu jogo, em sua habilidade e continuou acreditando”, comemorou o técnico dos Hawks, Nate McMillan. “Não vi nenhum pânico em seu jogo. Ele saiu no segundo tempo, manteve-se agressivo. Aqueles arremessos começaram a cair, os mesmos arremessos que ele estava fazendo no primeiro tempo, começaram a cair no segundo tempo e ele foi decisivo.”

O jogador atirou a bola para o alto ao fim da partida e acenou para as arquibancadas, mesmo distante do calor da torcida dos Hawks. E saiu de quadra pronto para os playoffs. “Nós cuidamos bem dos negócios”, disse Young. “É uma prova para a nossa equipe que continuamos lutando e terminamos o trabalho.”

VOLTA POR CIMA

Superação é a palavra que define a ida dos Pelicans aos playoffs. A equipe começou mal a temporada, com 12 derrotas em 13 partidas e era apontada como candidata a pior da NBA. Mas foi se ajustando aos poucos e no play-in acabou deixando o forte Clippers pelo caminho tirando uma diferença de 13 pontos no período final em Los Angeles, fechando em 105 a 101.

“Essa vitória foi importante”, disse o técnico dos Pelicans, Willie Green. “Foi um jogo emocional, uma tonelada de altos e baixos. Mas para nós, nossa mentalidade é que vamos continuar lutando. Não vamos desaparecer.”

O New Orleans iniciou bem e abriu uma vantagem de 16 pontos no primeiro período. Depois, desabou na partida. Com muita luta e 30 pontos de Ingram voltou à liderança nos quatro minutos e meio finais do jogo para garantir uma classificação heroica.

Notícias ao Minuto Brasil – Esporte
Read More

COMPARTILHE!