Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT
Anúncio Anúncio

Sorriso: sistemas agroflorestais podem ser grande oportunidade para agricultura familiar, diz agrônomo

Curta nossa página e receba notícias em primeira mão!

A Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) apresentou, no Dia de Campo do Projeto Rural Sustentável – Cerrado, em Sorriso, que o “funcionamento correto do sistema produtivo, pois a conservação do solo e o aumento da matéria orgânica e da diversidade local estão em constante evolução”, explicou o  agrônomo e especialista em agroecologia, Rogério Leschewitz, que ministrou a palestra “Manejo de Sistemas Agroflorestais Agroecológicos”, com informações sobre produção e manejo de sistemas agroflorestais.

“A atividade compreende, em grande parte, o funcionamento correto do sistema produtivo, pois a conservação do solo e o aumento da matéria orgânica e da diversidade local estão em constante evolução”, acrescentou.  “Os sistemas agroflorestais podem ser vistos como uma grande oportunidade para agricultura familiar porque a sustentabilidade é baseada na diversidade, de plantas ou animais, de uma mesma área, potencializando a produção, gerando renda, equilíbrio ambiental e trazendo alternativas para a propriedade”, completou.

Cerca de 60 produtores e estudantes participaram, no sítio Fulô, unidade de demonstração e referência em atividades agroflorestais.

Para Estela Maria Boscov, monitora na microrregião III do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade (IABS), responsável pela administração e execução do Projeto Rural Sustentável – Cerrado, a parceria com a Empaer enriqueceu o dia de campo. “A palestra de Rogério foi um marco. Ele tem expertise no assunto e domina as particularidades relacionadas à tecnologia utilizadas na atividade. Esperamos contar novamente com sua participação em outros dias de campo a serem realizados no decorrer do ano”.

O Projeto Rural Sustentável – Cerrado é executado com recursos do Financiamento Internacional do Clima, do Governo do Reino Unido, via cooperação técnica aprovada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), tendo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) como beneficiário institucional, informa a assessoria.

Agronotícias – Só Notícias
Read More

COMPARTILHE!