Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT
Anúncio Anúncio

Custeio mensal do milho tem nova alta em Mato Grosso, indica IMEA

Curta nossa página e receba notícias em primeira mão!

O custeio mensal da safra 2022/23 ficou em R$ 3.585,06/hectare, em maio, no Estado, o que representa uma leve queda mensal de 0,38%, contudo, valorização de 12,84% frente à safra 2021/22. “A alta se deve a forte influência do acréscimo nos preços dos macronutrientes, uma vez que durante esse período, o KCl , MAP e a ureia tiveram um avanço de 43,79%, 43,38% e 41,36%, respectivamente, em suas cotações”, aponta o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA) no boletim semanal do milho.

“Isso se deve, principalmente, à crise energética chinesa no fim de 2021, o que desfalcou a oferta de fertilizantes no mercado, bem como ao estopim dos conflitos entre a Rússia e a Ucrânia, que vem dificultando o escoamento desses produtos para exportação e impactando diretamente na oferta mundial”, acrescenta

Com o preço ponderado do milho em maio da safra 22/23 em R$ 65,23/saca, a relação de troca do MAP ficou em 95,70 sc/t, KCl em 85,39 saca/tonelada e ureia em 71,16 saca/tonelada, alta de 27,47%, 66,92% e 20,92%, respectivamente, se comparado com a safra passada do cereal.

Agronotícias – Só Notícias
Read More

COMPARTILHE!