Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT
Anúncio Anúncio

Rússia anuncia que decidirá futuro da Renault no país

Rússia anuncia que decidirá futuro da Renault no país
Nos siga no Instagram para receber as notícias em primeira mão!

Renault Arkana 2018 2 1

O governo russo se manifestou após o imbróglio da operação da fábrica da Renault em Moscou. O Kremlin indiciou que até o final desta semana, decidirá sobre o futuro da planta da marca francesa no país.

Como se sabe, na segunda (21), a Renault havia retomado a produção em sua fábrica da Avtoframos, que fica na capital russa, onde fabrica os modelos Arkana, Duster e Kaptur, além do Nissan Terrano (Duster).

No entanto, na quarta-feira (23), o governo da Ucrânia, invadida pelos russos, pediu um boicote internacional à Renault, com pesadas críticas ao fabricante francês, que teve apoio de Paris para retomar a operação.

Assim, horas após o pronunciamento da chancelaria ucraniana, a Renault suspendeu a produção em Moscou, temendo consequências internacionais às suas operações.

Agora, o governo russo disse o seguinte: “O Ministério da Indústria e Comércio discutirá as perspectivas de desenvolver a fábrica da Renault Rússia com o governo de Moscou”.

Renault Kaptur Extreme 2017–pr.

O Kremlin completou: “As soluções conjuntas serão anunciadas até o final da próxima semana. O Ministério da Indústria e Comércio está em contato constante com a administração da Avtovaz e do Grupo Renault.”

Pelo tom da conversa do governo russo, a Renault não deve ter muitas esperanças para retomar o negócio, uma vez que Moscou já anunciou que nacionalizará operações industriais do setor automotivo que não estejam produzindo.

Mesmo tendo 67,61% da Lada Holding, a Renault ainda é uma empresa estrangeira em solo russo e não deve ter tratamento diferenciado, o que ainda complicaria sua situação diante das demais.

Na AvtoVAZ, as autoridades locais falaram que: “foram tomadas todas as medidas possíveis para garantir a preservação dos postos de trabalho dos efetivos”.

Em Tolyatti e Izhevsk, a semana de trabalho foi reduzida para quatro dias por falta de peças e componentes para produção de veículos e este seria o fator que tornam as operações ociosas no momento.

[Fonte: Carscoops/Kolesa]

Notícias Automotivas
Read More

COMPARTILHE!