Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT
Anúncio Anúncio

Governo de MT cobra solução para internacionalização do Aeroporto Marechal Rondon

Governo de MT cobra solução para internacionalização do Aeroporto Marechal Rondon
Nos siga no Instagram para receber as notícias em primeira mão!

Governo de MT cobra solução para internacionalização do Aeroporto Marechal Rondon

Secretário-chefe da Casa Civil, Rogério Gallo, e o secretário adjunto de Turismo, Jefferson Moreno, se reuniram nesta quarta-feira (04.05) com o diretor-presidente da Centro-Oeste Airports (COA), administradora do aeroporto, Marco Antônio Migliorini


Carol Sanford

| Secom-MT

Secretário-chefe da Casa Civil, Rogério Gallo, e o secretário adjunto de Turismo, Jefferson Moreno, com o diretor-presidente da COA, Marco Antônio Migliorini – Foto por: Secom-MT

Secretário-chefe da Casa Civil, Rogério Gallo, e o secretário adjunto de Turismo, Jefferson Moreno, com o diretor-presidente da COA, Marco Antônio Migliorini

O Governo de Mato Grosso está cobrando a internacionalização do Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, para que o terminal possa receber não apenas voos regulares de companhias aéreas, mas também voos privados, vindos de outros países.

O secretário-chefe da Casa Civil, Rogério Gallo, e o secretário adjunto de Turismo, Jefferson Moreno, se reuniram nesta quarta-feira (04.05) com o diretor-presidente da Centro-Oeste Airports (COA), administradora do aeroporto, Marco Antônio Migliorini, para conhecer as principais dificuldades e cobrar a solução para que as operações internacionais possam ser realizadas no Marechal Rondon.

“O governo tem total interesse nesse assunto, por isso essa cobrança de uma solução para essa questão que se arrasta há anos. Já tivemos permissões temporárias para campeonatos, como a Copa América e, agora a Sul-Americana, mas precisamos de uma solução definitiva. A internacionalização do aeroporto é primordial para nosso Estado, tanto para os negócios, agro, indústrias, comércio, como também para o turismo”, afirmou Gallo.

O diretor-presidente da COA explicou que a administradora já possui autorizações de órgãos federais, como a Anvisa e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), porém a Polícia Federal ainda não concordou com a internacionalização do Marechal Rondon.

“Já temos, inclusive, a sala para a Receita Federal adequada, conforme as condições do órgão. Essa era a exigência da Receita para autorizar e que foi atendida, agora faltam apenas trâmites burocráticos, mas acreditamos que a autorização será concedida também”, explicou Migliorini, pontuando que outros investimentos serão feitos no aeroporto, incluindo uma sala de repouso para os agentes federais, até o segundo semestre de 2023.

Rogério Gallo se prontificou a atuar junto à COA para agilizar os trâmites nos órgãos federais, apesar do Governo do Estado não ter qualquer atuação sobre o aeroporto. “Vamos apoiar, sempre que formos solicitados, pois é um assunto de interesse do governo”.

Internacionalização temporária com condicionantes

Em abril, o governo enviou ofício à Casa Civil requerendo a internacionalização do aeroporto durante os jogos da Sul-Americana, que serão realizados na Arena Pantanal, em Cuiabá. A solicitação foi acatada, com condicionantes, e ficará vigente até outubro, desde que o Cuiabá Esporte Clube permaneça na competição.

Pela Sul-Americana, o Cuiabá ainda joga com o River Plate, no próximo dia 18, e com o Melgar, dia 26.

C

Governo do Estado de Mato Grosso
Read More

COMPARTILHE!