Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT
Anúncio Anúncio

Renault: greve para atividades no Paraná

Renault: greve para atividades no Paraná
Nos siga no Instagram para receber as notícias em primeira mão!

fabrica renault 1

Nesta sexta-feira (6), funcionários da Renault em São José dos Pinhais-PR entraram em greve por conta do PLR – Participação de Lucros e Resultados.

Com 5 mil trabalhadores, o complexo da Renault, que tem quatro fábricas, paralisa a produção dos modelos  Kwid, Sandero, Logan, Duster, Oroch e Captur, além da van Master.

A Renault também deixa de produzir motores, blocos e cabeçotes em uma das unidades devido à paralisação.

De acordo com o sindicato local, a greve terá duração por tempo indefinido e uma assembleia será convocada na segunda-feira (9).

Segundo a entidade que reúne os empregados da Renault, a empresa não teria cumprido o acordo de flexibilidade e competitividade, assinado em 2020.

Assim, a montadora francesa teria reduzido o ritmo de produção e encolhido o quadro de funcionários de 7 mil para 5 mil pessoas.

Em sua defesa, a Renault afirma que “o acordo coletivo de trabalho, aprovado em assembleia promovida pelo sindicato em 2020, tem duração de quatro anos, com vigência de setembro de 2020 a agosto de 2024”.

A Renault diz que está aberta ao diálogo e, que também vem cumprindo com o estabelecido no acordo com os trabalhadores, que protestam contra os ajustes feitos no PLR.

Com a paralisação nas atividades, a empresa deixará de produzir um volume considerável se não houver um novo acordo na próxima semana.

No ano passado e este ano, a Renault suspendeu a produção temporariamente por falta de peças e componentes para seus carros feitos localmente.

Ela é uma das montadoras afetadas pela crise dos chips, que reduziu o ritmo de praticamente todos os fabricantes no país.

Segundo a Anfavea, o Brasil perdeu mais de 100 mil carros só no primeiro trimestre de 2022, devido à crise na cadeia global de fornecimento.

Enquanto isso, o Brasil aguarda um Plano Nacional de Semicondutores, que visa reduzir a dependência externa de chips e estimular a produção local para atender o setor automotivo.

[Fonte: Automotive Business]

Notícias Automotivas
Read More

COMPARTILHE!