Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT
Anúncio Anúncio

Biden volta a receber diagnóstico de Covid uma semana após 1ª infecção

Biden volta a receber diagnóstico de Covid uma semana após 1ª infecção
Nos siga no Instagram para receber as notícias em primeira mão!

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Nove dias após ter sido diagnosticado com Covid-19 e três dias depois de ter tido teste negativo, o presidente dos EUA, Joe Biden, apresentou outro exame positivo para a doença neste sábado (30), informou Kevin O’Connor, médico da Casa Branca.
Segundo o comunicado, Biden, 79, não está apresentando sintomas e se sente “muito bem”.

O médico acrescentou que o presidente retomará os procedimentos de isolamento e que acredita que seu teste positivo seja um efeito de “rebote” experimentado por alguns pacientes com a doença tratados com o medicamento Paxlovid.

O’Connor já havia dito que o presidente americano continuaria sendo testado com frequência para verificar se haveria esse efeito rebote.
Biden está vacinado contra a Covid e tomou duas doses de reforço, mas o contágio trouxe preocupações extras devido à sua idade. O antiviral Paxlovid é usado para reduzir o risco de consequências graves da doença.

Diagnosticado no último dia 21, Biden havia passado cinco dias em isolamento e em recuperação de sintomas leves da doença. Ele teve febre, tosse, dor de garganta e dores no corpo, com intensidade leve, segundo a Casa Branca.

Mesmo após ter apresentado teste negativo, na última quarta-feira (27), o democrata manteve o uso de máscara quando não estava sozinho. Nesse dia, ele falou a jornalistas e fez um apelo para que os americanos se vacinem contra o coronavírus.

“Meu antecessor teve Covid e precisou ir de helicóptero ao hospital, ficou muito doente. Felizmente, se recuperou. Quando eu tive Covid, trabalhei na Casa Branca, no andar de cima, pelos cinco dias [de isolamento]. A diferença foram as vacinas, é claro”, disse.

O ex-presidente Donald Trump foi infectado em outubro de 2020 e, segundo fontes da Casa Branca, se vacinou apenas em janeiro de 2021.

Fonte: https://www.noticiasaominuto.com.br/rss/mundo
Artigo extraído do site Notícias Ao Minuto

COMPARTILHE!