Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT
Anúncio Anúncio

Enorme peixe-remo achado no Chile deixa moradores com medo de ‘profecia’

Enorme peixe-remo achado no Chile deixa moradores com medo de ‘profecia’
Nos siga no Instagram para receber as notícias em primeira mão!

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Um peixe-remo enorme foi capturado por pescadores em Arica, na costa do norte do Chile, na segunda-feira (11). A presença da estranha criatura deixou os moradores assustados com o significado que ela carrega nas tradições locais.

Apesar da sensação de orgulho por parte de alguns pescadores, os povos locais ficaram apreensivos com a aparição do peixe-remo, pois ele é considerado um prenúncio de desastres naturais, como terremotos e tsunamis. Portanto, ele é visto como um mau presságio, de acordo com uma lenda japonesa que também circula no Chile.

De acordo com o jornal argentino site Página 12, o peixe de escama prateada mediu cerca de 5,80 metros de comprimento, um tamanho considerado atípico para uma espécie que geralmente tem 3 metros.

O momento da captura foi gravado e compartilhado nas redes sociais.

O episódio trouxe à memória da população um acontecimento de 11 de junho de 2020, quando um peixe-remo foi encontrado em Cozumel, no México, e dez dias depois houve um terremoto de 7,5 graus na escala Richter. Em seguida, as autoridades emitiram um alerta de tsunami em diversas cidades mexicanas e em outros países próximos.

Essa crença está enraizada em lendas de que o peixe-remo, cuja espécie vive entre 200 e 1 mil metros de profundidade, apenas encalham nas margens antes de terremotos subaquáticos.

As crenças em torno do peixe-remo se amplificaram depois que alguns foram vistos antes do terremoto de Fukushima em 2011 e do tsunami subsequente, que matou mais de 20 mil pessoas.

Por isso, o mito criado entre os japoneses indica que quando a captura desse peixe for abundante, as catástrofes naturais serão avassaladoras. Mas os cientistas contestam essas alegações.

Em 2019, quando dois peixes-remo foram capturados no Japão, o detentor do Aquário de Uozu, Kazusa Saiba, disse à CNN: “Não há nenhuma evidência científica para a teoria de que os peixes-remo aparecem em torno de grandes terremotos. Mas não podemos negar 100% a possibilidade”.

Estima-se que os peixes-remo só retornam à superfície quando possuem alguma enfermidade, estão à beira da morte ou em reprodução. No entanto, essas possibilidades também reforçaram a teoria de que a aparição deles nas zonas costeiras pode estar relacionada aos efeitos das mudanças no clima e na temperatura da água, embora isso ainda não tenha sido confirmada por especialistas.

Artigo extraído do site noticiasaominuto.com.br

COMPARTILHE!