Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT
Anúncio Anúncio

São Paulo vai ao Mineirão e empata sem gols com Atlético-MG pelo Brasileiro

São Paulo vai ao Mineirão e empata sem gols com Atlético-MG pelo Brasileiro
Nos siga no Instagram para receber as notícias em primeira mão!

Bastante desfalcado, o São Paulo foi até o Mineirão, em Belo Horizonte, e conseguiu um importante empate por 0 a 0 com o Atlético-MG, em partida válida pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com isso, o Tricolor permaneceu na sétima posição, com 23 pontos, e o Galo em terceiro, com 28.

Uma má notícia foi a perda do lateral Reinaldo ainda no início do jogo, que sentiu uma fisgada na perna ao tentar dar continuidade a uma jogada. Ele iniciou o tratamento logo em seguida, no vestiário.

Após um início bem morno, as duas equipes protagonizaram um primeiro tempo movimentado, com chances para ambos os lados, com Hulk e Igor Gomes aparecendo mais pelos seus clubes. As defesas, porém, foram mais eficientes e impediram que o placar fosse aberto.

Na segunda etapa, o placar continuou inalterado, mesmo com investidas de ambas as equipes. O Galo ainda teve dois lances de possibilidade de pênalti revisados pelo VAR, mas nada foi marcado.

Na próxima rodada, o São Paulo enfrentará o Fluminense, no domingo, no Morumbi, às 16h (de Brasília), enquanto o Atlético-MG visita o Botafogo no mesmo dia, mas às 18h (de Brasília), pelo Brasileirão. Ambas as equipes, porém, têm compromissos pela Copa do Brasil, contra Palmeiras e Flamengo, respectivamente.

O jogo – Após um início sem muitas emoções, o São Paulo teve dois escanteios praticamente seguidos, sendo que, no segundo deles, a bola ficou viva e Patrick chutou sem ângulo, mas Everson acabou ficando com ela.

Antes dos dez minutos, Reinaldo foi tentar correr para alcançar uma bola, acabou sentindo um problema muscular e precisou ser substituído por Welington. O jogo seguiu com maior posse de bola dos atleticanos, mas sem grandes lances.

Perto dos 19 minutos, Patrick sofreu falta na ponta esquerda por Otávio, mas na cobrança a zaga afastou. Na sequência, Miranda passou para Welington, que cruzou, mas novamente a bola foi tirada da área.

A resposta veio pela direita, com cruzamento para Vargas, que dominou e deixou a bola escapar. Depois, já com a bola recuperada, Hulk tentou tabela com Rubens, mas novamente a defesa são-paulina apareceu.

O Galo passou a aparecer mais no ataque. Aos 26, Hulk e Vargas tabelaram na entrada da área e o centroavante recebeu nas costas de Luizão e bateu cruzado, para defesa de Jandrei. Hulk novamente chegou pelo lado direito, driblou a marcação e chutou, mas o goleiro ficou com a bola.

Aos 31, o São Paulo conseguiu equilibrar as duas ações seguidas. Welington arrancou pela direita e tocou para Igor Gomes pela direita, que dominou e bateu para o gol, mas a bola desviou e saiu para o escanteio. Na saída de bola, o Tricolor se embolou e Jandrei recebeu na fogueira, errou no toque e a bola sobrou para Nacho, que chutou em cima da defesa.

Ao contrário disso, o Galo “deu aula” em saída de bola aos 37 minutos, em contra-ataque gerado com toques de qualidade e paciência desde Everson até Vargas, que cruzou rasteiro na área do São Paulo, mas Jandrei ficou com a bola.

A melhor chance dos visitantes aconteceu pouco depois, em contra-ataque pela esquerda, com bola passada para Igor Gomes e chute de esquerda, perto do gol. O Galo ainda teve uma chance já nos acréscimos, em lance de Hulk para Zaracho, mas a defesa tirou.

Com as mesmas formações, os jogadores retornaram para o segundo tempo e, apesar de ser uma partida disputada e de fôlego, lá e cá, não houve nenhum lance mais perigoso até os primeiros 15 minutos, principalmente por conta das atuações das defesas.

A partir de então, algumas chances surgiram, em chute de Igor Vinícius, parado pela zaga, e outro de Hulk, por cima. Depois disso, Ademir, impedido, quase abriu o marcador, e o Tricolor teve duas chances seguidas claras de abrir o marcador, a primeira com ataque pela direita, que passou pela área sem ninguém conseguir chegar e, depois, em chute de Pablo Maia, que ficou nas mãos de Everson.

Aos 26, Atlético lançou para a área e Miranda desviou de cabeça, Alonso chutou da pequena área, mas, pegando no joelho, a bola foi para fora. A resposta veio na sequência, em chute de longa distância de Welington, que passou à direita do gol.

Em cobrança de escanteio de Nacho aos 34 minutos, Jair cabeceou e mandou por cima do gol de Jandrei. Já partindo para os 40, o VAR analisou um possível pênalti de Miranda em cima de Hulk, mas nada foi marcado. No lance seguinte, novo lance foi analisado por bola no braço de Luizão, porém novamente o jogo seguiu.

Acesse o artigo original em > sonoticias.com.br
Fonte: Só Notícicas

COMPARTILHE!