Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT
Anúncio Anúncio

Homem morto por canguru na Austrália criava animal desde filhote

Homem morto por canguru na Austrália criava animal desde filhote
Nos siga no Instagram para receber as notícias em primeira mão!

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – A polícia da Austrália acredita que o homem de 77 anos morto após um ataque de Canguru em uma propriedade de Redmond mantinha o animal como um pet em casa desde filhote. Segundo a imprensa local, o animal, morto pelas autoridades, tinha cerca de três anos.

O incidente registrado na Austrália marcou a primeira morte de humano por ataque do animal no país da espécie em 85 anos. O caso levantou o alerta para os riscos de tentar domesticar o marsupial, que é selvagem.

Em entrevista ao canal australiano ABC, familiares de Peter Eades afirmaram que ele era um amante dos animais e confirmaram que ele cuidava do canguru desde que ele era um filhote.

Eades também era dono de uma fazenda de alpacas, aberta por ele em 1997, onde cuidava de um rebanho de 60 animais.
Peter Eades tinha um cemitério para as alpacas que criava na propriedade. Em entrevista concedida ao canal ABC em 2017, ele afirmou que quando morresse, gostaria de ser enterrado ao lado da alpaca favorita dele, Claudia.

Em entrevista ao site News Australia, a especialista em vida selvagem do Parque de Répteis da Austrália, Hayley Shute, afirmou que o acidente mostra a importância de respeitar os animais selvagens, lembrando sempre o quão perigosos os cangurus podem ser, especialmente se forem machos.

“O público costuma encarar os cangurus como fofinhos. É importante saber que eles são animais selvagens e que há um nível de respeito que você precisa ter para lidar com eles”, afirmou. Segundo ela, a imagem tradicional do canguru que a Austrália tem remete às fêmeas, carregando os filhotes nas suas bolsas.

“Parte da vida e da hierarquia dos cangurus machos quando estão em bando se resume a dominar o macho que é maior do que ele. Há um desafio de se tornar o macho alfa. Isso faz parte da vida e do comportamento dos cangurus machos”, disse a especialista, afirmando que “não é surpreendente” que um animal da espécie mate um humano.

RELEMBRE CASO

Peter Eades foi encontrado por familiares com ferimentos graves na casa em que morava em Redmond, a cerca de 400 quilômetros ao sul de Perth, na segunda-feira (12).

A família acionou o socorro, mas precisou também acionar a polícia quando o canguru de estimação do homem não permitiu que os socorristas se aproximassem do idoso ferido.

O animal, que causou os ferimentos no idoso, foi abatido pelos policiais. O homem morreu no local em que foi ferido.
Na região em que o homem foi morto, o canguru cinza oriental é a espécie predominante. Os animais podem chegar aos 54 quilos e medir até 1,3 metro de altura.

Fonte: https://www.noticiasaominuto.com.br/rss/mundo
Artigo extraído do site Notícias Ao Minuto

COMPARTILHE!