Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT

Astrônomo de Harvard diz que óvnis na Ucrânia são projéteis usados na guerra

Astrônomo de Harvard diz que óvnis na Ucrânia são projéteis usados na guerra
Nos siga no Instagram para receber as notícias em primeira mão!

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Dezenas de óvnis (objetos voadores não identificados, ou UFOs, em inglês) registrados na Ucrânia nos últimos meses se tornaram alvos de investigação. O caso não se trata necessariamente de fenômenos alienígenas, mas avistamentos sem explicação. Desde então, pesquisadores tentam entender o que eles podem ser.

Na teoria mais recente, Avi Loeb, astrônomo da Universidade de Harvard e uma espécie de “caçador de alienígenas”, sugere que os objetos não identificados são apenas projéteis de artilharia.

De acordo com o pesquisador, os céus de Kiev, capital ucraniana onde alguns foram avistados, deveriam ser o último lugar para procurar óvnis atualmente.

O QUE ROLOU

Em setembro deste ano, cientistas do Observatório Astronômico da Academia Nacional de Ciências da Ucrânia publicaram um relatório sobre “fenômenos aéreos inexplicados” sobrevoando o país. O artigo foi publicado, em fase de revisão dos pares, no repositório arXiv.

O documento destaca um “número significativo de objetos” celestes cuja natureza “não está clara”. Os astrônomos ucranianos identificaram dois tipos desses óvnis: “fantasmas” (escuros) e “cósmicos” (brilhantes).

Os dados foram então analisados agora em outubro por Loeb, considerado um especialista no tema. Em Harvard, ele lidera o Projeto Galileu, no qual sua equipe se utiliza de rigor científico para buscar por vida extraterrestre.

“Na ciência, tentamos minimizar o ruído para que possamos captar o sinal, e portanto a Ucrânia seria o último lugar na Terra em que eu buscaria fenômenos aéreos não identificados [atualmente]. O nível de ruído está muito alto”, afirmou Loeb à Vice, em referência ao fato de o país estar sob ataque da Rússia desde fevereiro.

No momento, os céus ucranianos estão repletos de objetos voadores: drones, aeronaves militares e projéteis de artilharia. O astrônomo então faz uma analogia: “é como querer encontrar as estrelas que compõem a Via Láctea e procurá-las durante o dia.”

O QUE SÃO OS FANTASMAS E OS CÓSMICOS

Entre os “caçadores de óvnis”, pessoas interessadas no tema que procuram estudar mais sobre o assunto, uma explicação comum para algo que parece desafiar a lógica é a de que os objetos voadores pertencem a seres com tecnologia além do entendimento humano.

Segundo Loeb, ainda assim, é preciso que eles sigam as leis da física, e é por isso que ele avalia que houve erros na coleta de dados e nas estimativas dos astrônomos da Ucrânia.

Ao estudar as evidências apresentadas no relatório ucraniano, o astrônomo chegou a algumas conclusões. No caso dos “fantasmas”, objetos escuros, ele afirma que eles são vistos dessa forma por estarem bloqueando a luz. Logo, estariam na atmosfera terrestre.

Após avaliar o que considera que são erros de estimativa de tamanho e velocidade dos objetos no relatório da Ucrânia, Loeb concluiu que se tratam de projéteis de artilharia – algo que seria comum e explicável no caso de um país em guerra.

Já sobre os “cósmicos”, que seriam diferentes por emitir luz, o norte-americano diz que podem ser satélites.

Fonte: https://www.noticiasaominuto.com.br/rss/mundo
Artigo extraído do site Notícias Ao Minuto

COMPARTILHE!