Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT

Escola decide não expulsar aluna que agrediu adolescente grávida no RJ

Escola decide não expulsar aluna que agrediu adolescente grávida no RJ
Nos siga no Instagram para receber as notícias em primeira mão!

SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) – A jovem de 18 anos, apontada como autora das agressões com chutes na barriga a uma adolescente de 15 anos grávida, que apanhou até desmaiar no colégio em que estuda, não foi expulsa da unidade de ensino. O caso ocorreu em São João do Meriti (RJ), no último dia 15 de setembro, e teve imagens divulgadas nesta semana. Nas imagens, é possível ver a garota desfalecida pouco antes de receber atendimento do SAMU.

Procurada pelo UOL, a Secretaria de Educação do Rio de Janeiro afirmou que a jovem de 18 anos “foi transferida para o turno da noite”. Não há informação sobre qualquer outra punição. No entanto, o caso está sendo acompanhado também na esfera criminal, já que a Polícia Civil investiga o caso.

A decisão da pasta foi questionada pela mãe da vítima. “Minha filha está muito abalada psicologicamente. A garota [agressora] ainda está estudando no colégio, como ela volta a estudar lá?”.

Em nota, a Secretaria de Educação também afirmou que a estudante agredida foi acompanhada pela secretaria no mês de setembro, participando de “aulas de casa através de planos de estudos e, no momento, está retornando ao presencial”.

O UOL questionou ao órgão o que levou à decisão de manter as duas alunas ainda estudando na mesma unidade, apenas em turnos diferentes, mas a secretaria não se manifestou até o momento.

O UOL não teve acesso à identidade da suspeita de agressão, mas tenta localizá-la para ouvir manifestação em sua defesa. Este espaço será atualizado assim que houver posicionamento.

RELEMBRE O CASO

Duas alunas do Ciep Jean Baptiste Debret, em São João de Meriti, foram gravadas brigando dentro do ambiente escolar. O caso foi registrado em 15 de setembro, mas só ganhou repercussão quando as imagens foram publicadas nas redes sociais, nesta semana.

Em um dos vídeos, é possível ver a adolescente agredida, grávida de sete meses, caída no chão após ser atingida por chutes na barriga e na cabeça, sendo socorrida por colegas, que tentavam acordá-la.

A adolescente grávida foi levada por uma ambulância do Samu ao hospital. Segundo o boletim médico, ela sofreu uma equimose -sangramento que se infiltra em tecidos do corpo -na região frontal direita e pequenas escoriações na região infraorbitária direita, próxima ao nariz e ao olho. A adolescente precisou ficar internada, mas já teve alta médica

Segundo testemunhas ouvidas pela Polícia Civil, as duas começaram a discutir após a agressora, de 18 anos, xingar o bebê da adolescente. A garota teria reagido na discussão, provocando a jovem, que, então, partiu para cima dela.

O caso foi encaminhado pela Delegacia de Atendimento à Mulher ao Juizado Especial Criminal de Meriti, uma vez que a vítima é menor de 18 anos. Até o momento, o inquérito não foi concluído para ser remetido à Justiça.

Fonte: https://www.noticiasaominuto.com.br/rss/mundo
Artigo extraído do site Notícias Ao Minuto

COMPARTILHE!