Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT

Míssil destrói prédio de Câmara Municipal de Enerhodar, acusa Ucrânia

Míssil destrói prédio de Câmara Municipal de Enerhodar, acusa Ucrânia
Nos siga no Instagram para receber as notícias em primeira mão!

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Um míssil atingiu o prédio da Câmara Municipal de Enerhodar, na Ucrânia, no início da manhã desta quarta-feira (19). A cidade, tomada pelos russos, é onde está localizada a usina nuclear de Zaporizhzhia, a maior da Europa.

Segundo oficiais ucranianos, que acusam a Rússia de serem os responsáveis pelo ataque, este foi o primeiro na zona industrial da cidade. Enerhodar integra o perímetro que a Rússia anexou ilegalmente ao seu território, mas ainda há focos de disputa entre ucranianos e russos nessas localidades.

O prefeito de Enerhodar alinhado a Kiev, Dmitro Orlov, afirmou que houve danos em um dos anexos da Câmara, bem como no local onde fica instalado o comitê executivo dos parlamentares.
Ataques atingem estrutura de energia da Ucrânia. Após dias de ataques russos contra a infraestrutura civil da Ucrânia, o governo do país anunciou nesta quinta-feira (20) que limitará o fornecimento de energia e pediu que a população economize eletricidade.

Esta sinalização preocupa para a nova fase da guerra, na qual a população pode ficar sem acesso a serviços básicos num momento em que o inverno se aproxima.

O presidente ucraniano, Volodimir Zelenski, pediu que os ucranianos economizem energia e destacou que a redução do consumo durante o dia é fundamental para se evitar apagões. Zelenski afirmou que a população precisa se preparar para todos os cenários em relação ao inverno.

O presidente também relatou que a Rússia já disparou mais de 2 mil mísseis durante sua investida contra a Ucrânia, iniciada em 24 de fevereiro, e que isso equivaleria a grande parte do arsenal de Moscou.

O presidente disse ainda que a maioria dos mísseis atingiu infraestrutura civil e não trouxe benefícios militares estratégicos. As mais recentes cidades atingidas foram Mikolaiv e Dnipro, no sul da Ucrânia, apontou.

No leste da Ucrânia, as tropas russas ainda estão tentando capturar completamente as áreas no entorno de Donetsk e Lugansk. Segundo o Exército ucraniano, 15 civis morreram a região nesta quarta-feira, entre eles ao menos uma criança.

Por sua vez, as Forças Armadas da Ucrânia afirmaram ter recapturado mais um vilarejo ao norte de Kharkiv, a segunda maior cidade do país. Nas últimas semanas, o Exército ucraniano empurrou as tropas russas ao norte e nordeste de Kharkiv cada vez mais em direção à fronteira.

Fonte: https://www.noticiasaominuto.com.br/rss/mundo
Artigo extraído do site Notícias Ao Minuto

COMPARTILHE!