Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT

São Paulo com dois a menos empata com Palmeiras em clássico agitado

São Paulo com dois a menos empata com Palmeiras em clássico agitado
Nos siga no Instagram para receber as notícias em primeira mão!

Palmeiras e São Paulo fizeram clássico movimentado na tarde deste domingo, no Allianz Parque, mas ficaram apenas no 0 a 0 em jogo válido pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. O confronto teve estádio cheio, expulsões, bola na trave e defesa de pênalti, mas a rede não balançou na capital paulista.

O Verdão segue na liderança do Brasileirão, agora com 68 pontos, mas pode ver a vantagem cair de dez para oito pontos, caso o Internacional vença o Botafogo na rodada. Já o São Paulo segue no meio de tabela, na 11ª colocação, com 41 pontos.

Palmeiras volta a campo apenas no próximo sábado, quando recebe o Avaí, às 21 horas (de Brasília), no Allianz Parque. Por outro lado, o São Paulo tem compromisso já no meio de semana. Na quinta-feira, às 20 horas(de Brasília), o Tricolor paga o jogo atrasado válido pela 29ª rodada, contra o Coritiba, no Morumbi.

A primeira grande chance do clássico foi são-paulina, logo aos sete minutos. Depois de boa jogada coletiva, Igor Vinícius avançou pelo meio e tocou para Reinaldo. O lateral-esquerdo recebeu dentro da área e finalizou cruzado, mas viu a bola passar ao lado da trave de Weverton.

Mais tarde, aos 13 minutos, o São Paulo voltou a assustar em novo contragolpe rápido, mas Luciano pegou mal na bola e finalizou para fora. Aos 28, depois de cobrança de escanteio, Miranda tentou o cabeceio, mas mandou por cima do gol. No lance seguinte, foi a vez do Palmeiras chegar ao ataque com Dudu, que pediu pênalti ao se chocar com Pablo Maia dentro da área, mas a arbitragem nada marcou.

Quando conseguiu manter a posse, o Palmeiras trabalhou a bola com calma e quase chegou ao gol aos 33 minutos. Depois de inversão de Dudu para Marcos Rocha, o lateral-direito bateu cruzado e viu a bola cruzar toda a área e sair ao lado da trave defendida por Felipe Alves. Já na reta final do jogo, aos 43, Danilo teve boa oportunidade ao pegar a sobra na entrada da área, mas finalizou nas mãos do goleiro são-paulino.

O duelo já caminhava para o intervalo, até que o São Paulo teve cobrança de escanteio a seu favor. O que seria um lance de perigo, contudo, acabou com notícia negativa para o Tricolor. Ao disputar espaço com Danilo, Ferraresi deixou o braço no resoto do rival e recebeu o cartão vermelho.

O Palmeiras ainda teve duas boas chances nos acréscimos da primeira etapa. A primeira com Danilo, após contra-ataque em velocidade. Pouco depois, foi a chance de Merentiel abrir o placar. Em ambas as vezes, Felipe Alves apareceu para fazer boas defesas e garantir o 0 a 0 antes do intervalo.

Se o ritmo foi frenético no final do primeiro tempo, o mesmo não se pode dizer sobre o início da etapa final. Os primeiros minutos foram de poucas chegadas das duas equipes, com o confronto preso no meio de campo. Contudo, passou a rondar a área adversário, o Palmeiras quase abriu o placar em chute de Gustavo Scarpa, aos 15 minutos, que forçou defesaça de Felipe Alves.

Na cobrança de escanteio, Calleri colocou a mão na bola e gerou reclamação dos palmeirenses. Depois de análise na cabine do VAR, o árbitro Flávio Rodrigues de Souza marcou pênalti. Gustavo Scarpa foi para a cobrança, e brilhou mais uma vez a estrela de Felipe Alves, que fez a defesa para impedir o gol palmeirense.

Em vantagem numérica, o Palmeiras seguiu com as melhores chances e pressionando em busca do gol. Aos 26 minutos, foi a vez de Gustavo Gómez aparecer no ataque e carimbar o travessão ao completar de cabeça o cruzamento de Atuesta.

Por outro lado, o São Paulo tentava esfriar o ritmo para frear o ímpeto da equipe da casa, e buscava um contra-ataque para agredir o adversário. O contragolpe veio aos 38 minutos, quando Calleri arrancou pelo lado direito e finalizou para boa defesa de Weverton.

Os minutos finais foram de ansiedade e nervosismo para os dois lados, com as duas equipes buscando o gol da vitória, mas com pouca eficiência nas chegadas ao ataque. Aos 45, Endrick caminhava para a oportunidade do jogo ao arrancar em velocidade, mas foi derrubado por Beraldo na entrada da área. O zagueiro ainda recebeu o cartão vermelho, e deixou o Tricolor com dois jogadores a menos, mas o Verdão não conseguiu aproveitar a vantagem numérica mesmo com 11 minutos de acréscimos.

Fonte: https://www.sonoticias.com.br/category/agronoticias
Artigo extraído do site Só Notícias

COMPARTILHE!