Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT

Especialista climático: “Toda vez que converso sobre proteção ao meio ambiente, uso Mato Grosso como exemplo”

Especialista climático: “Toda vez que converso sobre proteção ao meio ambiente, uso Mato Grosso como exemplo”
Nos siga no Instagram para receber as notícias em primeira mão!

Especialista climático: “Toda vez que converso sobre proteção ao meio ambiente, uso Mato Grosso como exemplo”

Presidente do Center for Climate and Energy Solutions elogiou atuação do Estado na preservação florestal

Lucas Rodrigues
| Secom-MT

Secom-MT

Renomado especialista climático global, o presidente do Center for Climate and Energy Solutions (C2ES), Nat Keohane, afirmou que Mato Grosso é um exemplo da junção de produção de alimentos em larga escala com preservação das florestas.

Nat esteve reunido com o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, na manhã desta segunda-feira (14.11), na 27ª Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas (COP-27), em Sharm El Sheik, no Egito.

“Toda vez que eu converso com as pessoas sobre proteção do meio ambiente, eu uso como exemplo o estado de Mato Grosso, que aumenta a produção preservando o meio ambiente e reduzindo as emissões de Co²”, afirmou.

Durante a reunião, Mauro Mendes convidou Nat para visitar Mato Grosso e ser um dos porta-vozes da nova economia verde praticada no estado.

“Queremos fazer ainda mais pelo meio ambiente e sempre respeitando as premissas mundiais sobre proteções das florestas. Nosso objetivo é estreitar as relações e criar uma cooperação com os organismos públicos e privados que trabalhem pela redução das emissões”, destacou o governador.

Nas palestras dadas por Nat ao redor do mundo, o cientista tem destacado Mato Grosso como exemplo de políticas ambientais que visam a preservação das florestas tropicais e afirma que o modelo do estado é um “sucesso total”.

PHD em Harvard, economista e assistente especial para Energia e Meio Ambiente na Casa Branca no Governo Obama, Keohane mencionou que Mato Grosso, há algumas décadas, era um dos maiores poluidores de carbono do mundo e conseguiu reverter o jogo, reduzindo em 85% o desmatamento ilegal.

Também participaram da reunião com o especialista climático a primeira-dama Virginia Mendes; os secretários de Estado Rogério Gallo (Casa Civil), Mauren Lazzaretti (Casa Civil) e César Miranda (Desenvolvimento Econômico); e o diretor da PCI (Produzir, Conservar e Incluir), Fernando Sampaio.

COP-27

Juntamente com outros representantes do Estado e do setor produtivo e ambiental de Mato Grosso, o governador Mauro Mendes participa da COP-27, com a missão de fortalecer a imagem de Mato Grosso como a região do planeta que mais produz com preservação.

Atualmente, Mato Grosso mantém 62% de seu território inteiramente preservado, mesmo sendo o principal produtor de commodities do país. Os principais estados produtores dos outros países líderes em produção não preservam nem perto disso.

O Estado é líder na produção de soja, milho, algodão e biodiesel e carne bovina. Possui meta ousada para neutralizar as emissões de carbono até 2035, 15 anos antes da perspectiva global, por meio de um plano de ação colocado em campo desde 2019, via programa Carbono Neutro MT.

Somente o que Mato Grosso já reduziu em emissões de carbono desde 2004 (3,5 gigatons) tem valor estimado de R$ 173 bilhões no mercado de carbono.

Mesmo com o aumento da produção, Mato Grosso também tem reduzido substancialmente o desmatamento. Somente no bioma amazônico, o desmatamento foi reduzido em 85% nos últimos 20 anos.

De janeiro a setembro deste ano, conforme os dados do INPE, a queda total no desmatamento em todo o estado foi de 47%, se comparado com o mesmo período de 2021.

C

Fonte: mt.gov.br

COMPARTILHE!
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE