Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT

Instituto emite alerta de chuvas intensas para Mato Grosso

Instituto emite alerta de chuvas intensas para Mato Grosso
Nos siga no Instagram para receber as notícias em primeira mão!

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) prevê muita chuva em áreas do norte da Região Centro-Oeste e sul da Região Norte, além de grande parte do estado de São Paulo e sul de Minas Gerais (tons em vermelho e rosa no mapa) entre os dias 26 deste mês e 2 de janeiro de 2023 (figura 1).

Por outro lado, em grande parte do leste da Região Nordeste, em Roraima e no Rio Grande do Sul, o tempo ficará seco na maioria dos dias (tons em branco e azul no mapa).

Previsão por regiões para a 1ª semana (26/12/2022 até 02/01/2023)

No Norte do Brasil, devem ocorrer volumes de chuva maiores que 60 milímetros (mm) em grande parte da região, com acumulados que podem ultrapassar 100 mm no Pará, Amapá, Tocantins e em áreas centrais e do leste do Amazonas. Nas demais áreas, o volume será menor (cerca de 30 mm).

No Nordeste, os maiores acumulados devem ocorrer em áreas do centro-sul do Maranhão e centro-norte do Piauí, com volumes maiores que 50 mm. Já no sudoeste do Piauí e oeste da Bahia, a previsão é de chuva menos volumosa (em torno de 30 mm). No restante da região, o tempo ficará seco, principalmente, no interior.

No Centro-Oeste, há possibilidade de grandes acumulados, maiores que 80 mm, podendo ultrapassar 150 mm no Mato Grosso e em áreas do centro-norte de Goiás. No sul de Goiás e norte do Mato Grosso do Sul, os volumes não devem passar de 70 mm. Nas demais áreas, o volume será inferior (cerca de 30 mm).

Já no Sudeste, as chuvas mais volumosas ficarão concentradas em áreas do sul de Minas Gerais e em grande parte de São Paulo, com valores que podem ultrapassar 100 mm. No Triângulo Mineiro, noroeste de Minas Gerais e em áreas centrais do Rio de Janeiro, os volumes passar de 40 mm. No entanto, no norte de Minas Gerais e no Espírito Santo, haverá chuva fraca no início da semana e tempo seco nos demais dias.

Por fim, no Sul do País, a previsão indica acumulados maiores que 30 mm em grande parte de Santa Catarina, Paraná e nordeste do Rio Grande do Sul devido à passagem de um sistema frontal no início da semana, além de áreas de instabilidade. Em áreas do Rio Grande do Sul, há possibilidade de pancadas de chuva no início da semana e tempo seco e sem chuva nos dias seguintes.

Figura 1: Mapa da previsão de chuva para a 1ª semana (26/12/2022 até 02/01/2023). Fonte: INMET.

 

Ainda conforme o Inmet, entre os dias 3 e 10 de janeiro de 2023, a previsão indica acumulados de chuva significativos, maiores que 50 mm, em grande parte da Região Norte e Centro-Oeste, além do sul da Região Sudeste, onde os volumes podem ultrapassar 100 mm (figura 2). Já nas regiões Nordeste e Sul, são previstos volumes abaixo de 30 mm.

Previsão por regiões para a 2ª semana (03/01/2023 até 10/01/2023)

Para o Norte, são previstos acumulados maiores que 50 mm em praticamente toda a região, com exceção do norte do Pará e Amapá, onde os volumes previstos são baixos, inferiores a 30 mm.

No Nordeste, a chuva mais volumosa ficará concentrada no Maranhão e no Piauí, com acumulados superiores a 50 mm. Nas demais áreas, podem ocorrer baixos volumes (menor que 30 mm).

No Centro-Oeste, a previsão é de acumulados maiores que 50 mm em grande parte da região, podendo ultrapassar 90 mm no Mato Grosso do Sul e no sul de Goiás.

Já no Sudeste, os maiores volumes de chuva podem ocorrer em grande parte de São Paulo, centro-sul de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo, com valores superiores a 125 mm. No norte de Minas Gerais, as chuvas devem ficar abaixo de 50 mm.

No Sul, a previsão indica baixos acumulados (em torno de 30 mm) no Paraná. Da mesma forma, as demais áreas também devem registrar chuvas menores que 20 mm.

Fonte: INMET

COMPARTILHE!
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE