Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT

Meia espanhol desabafa após eliminação nos pênaltis: ‘É uma m*’

Meia espanhol desabafa após eliminação nos pênaltis: ‘É uma m*’
Nos siga no Instagram para receber as notícias em primeira mão!

SÃO PAULO, SP (UOL – FOLHAPRESS) – Logo após a decepcionante derrota da seleção espanhola para Marrocos nos pênaltis por 3 a 0, Ferrán Torres e Llorente desabafaram na zona mista do estádio Cidade da Educação, palco do vexame espanhol. Para Torres, genro de Luis Enrique, a seleção do país é jovem e terá outro ciclo para desempenhar melhor na próxima edição da Copa do Mundo em 2026, no México, Canadá e Estados Unidos.

“São muitos sentimentos: estamos tristes, frustrados. Mas isso não acaba aqui. Somos uma seleção muito jovem e com certeza vamos aprender com isso”, disse Ferrán, atualmente jogador do Barcelona.

“Para muitos de nós era a primeira Copa. E ficamos à altura, competimos bem em todos os jogos, independentemente do resultado. Agora é descansar uns dias, voltar a trabalhar com o clube e quando voltar para a seleção trabalhar mais”, completou o camisa 11 da Espanha.

“Luis Enrique para sempre”

Questionado se quando voltarem ao país natal, se o técnico ainda será Luis Enrique à frente de La Roja, Ferrán respondeu rapidamente: “Espero que sim, espero que seja o técnico para sempre. Acho que ele é o técnico ideal para esta seleção.”

Sobre o duelo contra os marroquinos, Ferrán disse que sua equipe foi melhor, mas não teve tanta precisão nas penalidades:
“É difícil, porque fomos superiores, tivemos uma chance que não entrou. Acho que o time competiu bem do minuto um ao 120, depois nos pênaltis não acertamos. Mas tenho que dar os parabéns aos meus companheiros. Não é uma loteria, dá para treinar. Eles foram superiores, nós não estávamos bem. Parabéns pra eles”, completou.

Já Llorente foi mais direto e sincero nas palavras. O atleta do Atlético de Madrid revelou o sentimento de perder na condição de uma das favoritas ao título mundial, que seria o segundo dos espanhóis. “Estamos fodidos, tristes. Perder nos pênaltis é uma merda”, disse.

Llorente também elogiou a disposição para marcar da seleção africana, que pela primeira vez chegou às quartas de final de uma Copa do Mundo sendo a menos vazada do torneio até aqui:
“Isso é o futebol, não dá para pensar nessas coisas. Sempre jogamos na mesma ideia, tentamos chegar ao gol do começo ao fim e não conseguimos. E eles foram melhores e passaram. Eles estavam bem organizados atrás, muito solidários, nós tentamos até o final, mas eles não deixaram a gente tocar de um lado pro outro, como gostamos. Para eles ficou mais fácil, nós não conseguimos dar o passe final, eles aguentaram bem por 120 minutos. E nós pênaltis foram muito superiores.”

Questionado sobre a reação do técnico Luis Enrique, Llorente revelou que apesar do resultado, sentem orgulho da forma de jogar da equipe.

“Ainda não passei pelo vestiário, mas ele deve estar destruído e triste como todos nós. Mas também orgulhosos porque seguimos a nossa ideia até a morte, o time trabalhou junto, deu tudo o que tinha. E no fim nos pênaltis pode acontecer isso”, completou.

Fonte: https://www.noticiasaominuto.com.br/esporte
Artigo extraído do site Só Notícias

COMPARTILHE!
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE