Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT

Rejeição a técnico estrangeiro na seleção diminui, aponta Datafolha

Rejeição a técnico estrangeiro na seleção diminui, aponta Datafolha
Nos siga no Instagram para receber as notícias em primeira mão!

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A rejeição dos brasileiros a um técnico estrangeiro na seleção é menor após a Copa do Mundo, mostra a mais recente pesquisa Datafolha. Ainda há mais gente contra do que a favor, mas a diferença diminuiu consideravelmente após o fracasso do time no Qatar.

São 41% os favoráveis à contratação de um técnico de fora pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol). Manifestaram-se de maneira contrária 48%. Há 6% de indiferentes a respeito da questão, e 5% não souberam responder sobre o assunto.

O Datafolha ouviu 2.026 pessoas de 16 anos ou mais, em 126 municípios, nos dias 19 e 20 de dezembro. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, dentro do nível de confiança de 95%.

O resultado do mais recente levantamento apresenta uma variação significativa em relação ao anterior, realizado em julho, com a mesma margem de erro. Na ocasião, havia 30% a favor e 55% contra.

A mudança nos números certamente tem a ver com o fracasso do Brasil no Mundial e com a subsequente queda na avaliação do trabalho de Tite. Ele confirmou que não permanecerá à frente da seleção, e a CBF agora busca um substituto.

O presidente da entidade, Ednaldo Rodrigues, não é um apaixonado pela ideia da contratação de um estrangeiro, mas já deu demonstrações de que pode rever sua posição. Sua constatação é que não há um nome brasileiro incontestável -como havia na época da contratação de Tite, em 2016.

Rodrigues passou a olhar para outros centros, mas alguns dos treinadores de prestígio já lhe fecharam a porta. O italiano Carlo Ancelotti disse que pretende permanecer no Real Madrid, a não ser que o demitam. O catalão Pep Guardiola renovou seu contrato com o Manchester City.

O futebol brasileiro de clubes teve casos recentes de grande sucesso com técnicos estrangeiros, sobretudo portugueses. Jorge Jesus conquistou a Copa Libertadores de 2019 e vários outros títulos com o Flamengo. Abel Ferreira, do Palmeiras, trinfou na Libertadores em 2020 e 2021.

Os resultados ajudaram a minar a resistência, que, no entanto, ainda é considerável. Não à toa, os dois estão entre os cotados. Entre os brasileiros aparecem nomes como Dorival Júnior, Mano Menezes e Fernando Diniz. Ednaldo já avisou que decidirá sozinho.

Se escolher um estrangeiro, terá resistência maior das mulheres: 54% são contra, apenas 33% a favor. Os homens se mostram mais abertos a ideia: 50% são a favor, 43% contra. No recorte de gênero, a margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

Há também uma abertura maior dos mais jovens na comparação com os mais velhos. Na faixa dos 16 aos 24 anos, por exemplo, há 46% favoráveis e 46% contrários. Na faixa dos 60 anos para cimas, são 32% favoráveis e 51% contrários. No recorte etário, a margem de erro é de cinco pontos.

Fonte: https://www.noticiasaominuto.com.br/esporte
Artigo extraído do site Só Notícias

COMPARTILHE!
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE