Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT

Venda de Endrick ao Real Madrid é a segunda maior de um time brasileiro

Venda de Endrick ao Real Madrid é a segunda maior de um time brasileiro
Nos siga no Instagram para receber as notícias em primeira mão!

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Maior revelação do futebol brasileiro nos últimos tempos, o atacante palmeirense Endrick, 16, foi anunciado nesta quinta-feira (15) como reforço do Real Madrid (ESP) a partir de junho de 2024, quando completar 18 anos. No anúncio, a presidente do Palmeiras, Leila Pereira, afirmou ter concretizado “a maior negociação da história do futebol brasileiro”, mas não é bem assim.

O valor total da transação pode chegar a 72 milhões de euros (R$ 407,7 milhões na cotação atual), segundo o que se especula, o que o coloca atrás de Neymar na lista de maiores negociações do futebol nacional.

Em 2013, o craque santista foi vendido ao Barcelona por 88,4 milhões de euros (R$ 322 milhões à época), o que daria R$ 692,5 milhões em valor atualizado, montante que dificilmente será repetido.

A negociação de Neymar, no entanto, é cheia de informações desencontradas.

De acordo com o jornal espanhol Marca, o valor total de Endrick pode chegar aos 72 milhões de euros contando com 12 milhões de euros de impostos (a serem pagos integralmente pelo clube merengue). Dos 60 milhões de euros restantes, 35 milhões (R$ 199 milhões) estão garantidos. Os demais 25 milhões de euros (R$ 142 milhões) são a porção variável relativa a metas a serem alcançadas pelo jogador -essas não foram divulgadas.

Esse tipo de transação é comum no futebol atual, principalmente quando envolve jogadores jovens, que ainda precisam mostrar o que podem render. Caso eles superem as metas estipuladas, o clube comprador paga os respectivos valores acordados. Caso contrário, a dívida fica menor.

Primeiro da lista de mais caros, Neymar teve uma transação polêmica. No início, o Barcelona havia divulgado a contratação em 57,1 milhões de euros (40 milhões para a família e 17,1 para o Santos). Desse valor do clube, 6,8 milhões foram para a DIS, fundo que detinha os direitos econômicos do atacante à época da transferência.

Porém, a DIS entrou na Justiça alegando que o contrato havia sido fraudado para que ela recebesse menos. Segundo a empresa, a equipe catalã, Neymar e posteriormente o Santos esconderam, através de vários contratos camuflados, cerca de 35 milhões de euros.

A justiça espanhola, então, identificou as irregularidades e estimou que o valor chegaria a pelo menos 83 milhões de euros. O clube catalão, por sua vez, reconheceu ter pago os 88,4 milhões de euros.

Após quase uma década do imbróglio, Barcelona e o camisa 10 da seleção chegaram a um acordo “de forma amigável” no ano passado, para encerrar todos os processos pendentes. E, na última terça-feira (13), a justiça espanhola absolveu Neymar e o restante dos processados, dando fim à ação.

Na sequência da lista de maiores transações do futebol brasileiro ainda está a venda do atacante Denilson pelo São Paulo ao Real Betis (ESP), em 1998. Durante muito tempo, ela foi a mais cara do futebol nacional: US$ 31,5 milhões (R$ 115 milhões à época). O valor atualizado pela inflação em dólar ainda a coloca em terceiro lugar na lista: R$ 305,9 milhões.

Depois de Denilson, vêm Vinicius Junior e Rodrygo, ambos contratados pelo Real Madrid em 2017 e 2018, respectivamente, por 45 milhões de euros cada. Em valores atualizados, Vini custaria R$ 299 milhões, e Rodrygo, R$ 293,8 milhões.

Endrick estava na mira de alguns dos principais clubes europeus, como o espanhol Barcelona, o francês PSG, a italiana Juventus e os ingleses Manchester City, Manchester United, Liverpool e Chelsea. No entanto, optou pelo atual campeão da Champions League, que conta com os brasileiros Vinicius Junior, Rodrygo e Eder Militão.

Na Espanha, a imprensa esportiva e os fãs já estão vislumbrando o futuro ataque merengue formado por Rodrygo, Vinicius Junior e Endrick, principalmente após a saída do centroavante francês Karim Benzema, que tem contrato com o Real até junho de 2023. Como trunfo para o tridente brasileiro dar certo, o clube conta com o entrosamento de Vini e Rodrygo para que Endrick sinta-se em casa.

O primeiro nome de interesse merengue era o centroavante norueguês Haaland, mas ele preferiu se transferir para o Manchester City-ING, com o qual assinou contrato até junho de 2027. Assim, o clube do presidente Florentino Pérez resolveu apostar em Endrick.

“Agradeço ao Palmeiras, o maior campeão do Brasil, campeão da América, campeão do mundo e, para sempre, o clube do meu coração, por me oferecer todo o necessário para me tornar o que sou hoje, por me ajudar a realizar vários dos meus sonhos e por respeitar o meu desejo e o da minha família de realizar mais um sonho”, afirmou Endrick em texto divulgado pelo time alviverde.
Neste ano, o centroavante nascido em Brasília se tornou o único jogador da história do Palmeiras a conquistar títulos em todas as categorias que disputou, sub-11, sub-13, sub-15, sub-17, sub-20 e Copa São Paulo de Futebol Junior 2022, além do Brasileirão com o elenco principal.

Nesta última competição, ele disputou sete jogos e marcou três gols, ganhando o prêmio de revelação do campeonato.

Em abril último, ele foi convocado pela seleção brasileira sub-17 para quatro amistosos e fez sua parte, marcando cinco gols e dando uma assistência. E no início de dezembro, mesmo com 16 anos, foi chamado pelo técnico Ramon Menezes para disputar o Campeonato Sul-Americano sub-20, de 19 de janeiro e 12 de fevereiro na Colômbia.

No entanto, o Palmeiras deve pedir a sua liberação, por já fazer parte do elenco principal que disputará o Campeonato Paulista, a partir de 15 de janeiro, e a Supercopa do Brasil contra o Flamengo, em data ainda a ser definida.

O acerto da negociação de Endrick vai fazer com que o orçamento do Palmeiras tenha uma grande alta antes da nova temporada. Até o balanço divulgado de outubro, o clube já apontava um superavit de cerca de R$ 20 milhões, acumulados pelos prêmios recebidos e pelo lucro na venda de jogadores. Com os R$ 199 milhões de Endrick que entrarão na conta, o Alviverde iniciará 2023 nadando em dinheiro.

MAIORES TRANSAÇÕES DO FUTEBOL BRASILEIRO

Posição – Jogador – Do – Para – Valor da época (em euros) – Valor atual (em euros)** – Valor atual (em R$)

1 – Neymar – Santos – Barcelona-ESP – 88,4 milhões (2013) – 106,41 milhões – 692,5 milhões
2 – Endrick – Palmeiras – Real Madrid-ESP – 72 milhões (2022) – 72 milhões (2022) – 407,7 milhões
3 – Denílson – São Paulo – Real Betis-ESP – 31,5 milhões* (1998) – 54,01 milhões – 305,9 milhões
4 – Vinicius Junior – Flamengo – Real Madrid-ESP – 45 milhões (2017) – 52,88 milhões – 299 milhões
5 – Rodrygo – Santos – Real Madrid-ESP – 45 milhões (2018) – 51,90 milhões – 293,8 milhões
6 – Lucas Moura – São Paulo – PSG-FRA – 43 milhões (2013) – 51,76 milhões – 293 milhões
7 – Arthur – Grêmio – Barcelona-ESP – 40 milhões (2018) – 46,13 milhões – 261,2 milhões
8 – Lucas Paquetá – Flamengo – Milan-ITA – 35 milhões (2018) – 40,37 milhões – 228,6 milhões
9 – Gabriel Jesus – Palmeiras – Manchester City-ING – 32,7 milhões (2016) – 39,09 milhões – 221,3 milhões
10 – Oscar – Internacional – Chelsea-ING – 31,9 milhões (2012) – 38,92 milhões – 220,4 milhões(*) Valor em US$
(**) Corrigido pela inflação em euro

Fonte: https://www.noticiasaominuto.com.br/esporte
Artigo extraído do site Só Notícias

COMPARTILHE!
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE