Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT

Crianças idolatram campeã Rebeca Andrade em sua volta a Guarulhos

Crianças idolatram campeã Rebeca Andrade em sua volta a Guarulhos
Nos siga no Instagram para receber as notícias em primeira mão!

Quando era criança, você teve oportunidade de receber dicas de alimentação, saúde mental, controle da ansiedade e até postura do seu ídolo esportivo? Esse cenário improvável foi vivido por futuros ginastas, pais e fãs em um encontro com a campeã olímpica e mundial Rebeca Andrade, no Sesc Guarulhos, na Grande São Paulo, neste sábado.

A ginasta mais completa do mundo participou de um bate-papo e vivência esportiva em um ginásio lotado, com cerca de mil pessoas, de acordo com os organizadores. Foi o primeiro evento oficial de Rebeca em Guarulhos, sua terra natal, depois das medalhas conquistadas nos últimos 18 meses. Com simplicidade e simpatia, Rebeca mostrou uma nova face: a de ídolo das novas gerações, especialmente na terra onde nasceu.

Rebeca Andrade foi a primeira medalhista olímpica feminina da ginástica artística brasileira com a prata no individual geral e o ouro no salto nos Jogos Olímpicos de Tóquio, disputados em 2021. Em novembro, a atleta conquistou outra marca histórica: ouro no Mundial de ginástica artística na categoria individual geral – além do bronze no solo.

Esses resultados fizeram com que a menina preta da periferia invadisse o imaginário infantil como o sonho real, sim a gente também pode. Exemplo ao alcance da mão. Isso justifica a ansiedade das crianças para uma selfie – os organizadores tiveram de pedir, várias vezes, que os fãs não invadissem o tablado da ginasta de 23 anos. Isso justifica o pedido de autógrafo de Andrea, de quatro anos, na hora em que ela deveria apenas ter feito apenas uma pergunta. Ou o cordão de isolamento dos seguranças para colocar um ponto final no evento diante dos infinitos pedidos de autógrafos. A própria atleta ficou emocionada e registrou a multidão, fazendo vídeos com seu celular.

Lorena Almeida, de 4 anos, quebrou todos os protocolos e se agarrou na ginasta na metade do evento. Ninguém teve coragem de desatarracá-la do ídolo. “Ela é louca pela Rebeca. Se eu não a trouxesse, ela ia ficar louca”, conta o pai, João Paulo dos Santos. Ele estava tão preocupado com as fotos que não deu tempo de perguntar sua profissão. Lorena pratica ginástica no ginásio Bonifácio Cardoso, na região central, exatamente o mesmo local onde Rebeca deu as primeiras piruetas quase 20 anos atrás. Trata-se de um projeto social mantido pela Prefeitura de Guarulhos. O espaço é um dos principais equipamentos para aprendizado e prática da modalidade no País.

Foi uma visita afetiva, do “filho ilustre”, como definiu um dos apresentadores. “O fato de estar aqui para contar minha história serve para todos os esportes, não só para a ginástica. É muito bom estar de volta às origens, tenho muitas recordações da Vila Fátima, bairro onde cresci”, disse ao Estadão.

A visita de Rebeca faz parte do programa Sesc Verão, campanha tradicional do Sesc São Paulo para promover um estilo de vida mais ativo a partir da prática de atividades físicas. A proposta convida o público a participar da programação de atividades gratuitas nas 40 unidades de São Paulo. Foi a primeira edição totalmente presencial após a pandemia do novo coronavírus. “O contato com o ídolo gera aproximação e incentivo para que as pessoas pratiquem atividade física”, avalia Carol Seixas, gerente físico esportivo do Sesc SP.

O evento de Guarulhos foi descontraído, com a cara da campeã olímpica. Ela entrou ao som do funk “Baile de Favela”, trilha sonora de suas conquistas. Teve espaço para as dancinhas que ela costuma publicar nas suas redes sociais – e que as crianças já sabem de cor. Também teve conversa séria. Rebeca lembrou, por exemplo, as graves lesões que sofreu em 2015, 2017 e 2019 e que quase interromperam a carreira. “Tive vontade de parar várias vezes. A dor física e emocional faz parte da vida. Minha mãe disse para eu pelo menos tentar voltar. Fiz isso e deu certo”.

O técnico Francisco Porath conta que, pela primeira vez em muitos anos, Rebeca conseguiu ter 10 dias de férias sem precisar colocar os pés no ginásio. Pausa necessária para tentar se manter no topo da modalidade. Ele espera que as adversárias estejam ainda mais atentas às brasileiras depois das últimas conquistas. A principal competição do ano é o Mundial de Ginástica, em outubro. O torneio garante vaga nos Jogos de Paris. “Ainda é cedo para falar que o objetivo é outra medalha olímpica. Vamos por etapas. A primeira é garantir a vaga na Olimpíada”, diz o treinador.

Depois de tantas realizações individuais, Rebeca tem mais objetivos coletivos no esporte. Ela diz que a principal meta para as competições é conquistar medalhas por equipe. “Tivemos o melhor resultado da nossa história em Mundiais, com o quarto lugar. Podemos conquistar algo maior”. Sobre as metas individuais, silêncio. “Vou fazer segredo para que eles também se realizem”.

Fonte: https://www.noticiasaominuto.com.br/esporte
Artigo extraído do site Só Notícias

COMPARTILHE!
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE