Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT

Djokovic se diz tranquilo com impedimento de jogar nos EUA: ‘O que posso fazer?’

Djokovic se diz tranquilo com impedimento de jogar nos EUA: ‘O que posso fazer?’
Nos siga no Instagram para receber as notícias em primeira mão!

Cabeça de chave número 1 do ATP 250 de Adelaide, torneio que escolheu para se preparar para o Aberto da Austrália, Novak Djokovic venceu o francês Quentin Halys, avançou às quartas de final e enfrentará o canadense Denis Shapovalov. Após o jogo, foi questionado sobre a possível ausência nos torneios de nível Masters 1000 de Indian Wells e Miami, nos Estados Unidos, por causa de sua falta de vacinação contra a covid-19, e tratou o tema com naturalidade.

O ATP 250 de Adelaide é o primeiro torneio disputado por Djokovic na Austrália após a deportação sofrida por ele em janeiro de 2022, quando foi impedido de disputar o major por não ter se vacinado. Na ocasião, acabou deportado e banido de entrar no país por três anos, mas a punição foi revogada em dezembro. Como o governo australiano não exige mais comprovante de vacinação, ele pôde desembarcar sem problemas. A nova edição do grand slam oceânico começa no dia 15, com a disputa da fase qualificatória.

Durante a última temporada, a falta de vacinação também impediu o sérvio de disputar o US Open, Grand Slam do qual ainda tem chances de participar neste ano, já que os Estados Unidos estenderam a exigência de comprovante para visitantes de outros países apenas até abril e o major será disputado entre agosto e setembro. Ja os torneios de Indian Wells e Miami serão realizados em março, portanto Djokovic não terá permissão para entrar em território americano até lá. “O que posso fazer? Nada. Vocês conhecem minha posição. As coisas são assim. Estou esperando, mas se eu não puder ir, eu não vou”, disse depois da vitória desta quinta.

No jogo desta quinta-feira, o ex-número 1 do mundo e atual quinto colocado do ranking da ATP sofreu diante de Quentin Halys e encarou dois tie breaks, mas venceu por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (3) e 7/6 (5). “Foi uma grande partida do meu adversário. Eu gostaria de parabenizá-lo pela qualidade do tênis apresentado e pela excelente batalha que travamos. Ele jogou como um jogador top 10”, disse o sérvio. “Dois tie breaks foram, provavelmente, o placar mais realista diante do que foi a partida, e eu estou orgulhoso de ter superado este desafio”, completou.

Adversário de Djokovic nas quartas, Shapovalov avançou de fase após vencer o russo Roman Safiullin por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/3. O sérvio jamais perdeu nas sete vezes em que enfrentou o canadense, que vem confiante para o duelo depois de ter liderado o Canadá na conquista do título da Copa Davis, em novembro.

“No ano passado, começamos vencendo a ATP Cup e terminamos vencendo a Copa Davis. Então, definitivamente, os eventos de equipe foram um grande sucesso para mim na temporada anterior”, afirmou Shapovalov. “Eu estou tentando implementar isso no meu lado individual também, e até agora tem sido um ótimo início de ano”, concluiu.

Fonte: https://www.noticiasaominuto.com.br/esporte
Artigo extraído do site Só Notícias

COMPARTILHE!
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE